Polícia apresenta envolvidos na morte de sargento

0

Cândido Junior e José Domingos foram presos nesta quinta-feira
A polícia apresentou na tarde desta sexta-feira, 4, na delegacia plantonista os dois suspeitos de participação na morte do sargento da Polícia Militar, Jadilson da Cruz Santos, 49, na tarde desta quinta-feira, 3, vítima da tentativa de assalto em um supermercado no do bairro Santos Dumont. Foram presos José Domingos Silva e Cândido José dos Santos Junior, os suspeitos são acusados de latrocínio. A polícia ainda busca um menor de idade e Romário Lima da Conceição que teria sido o autor dos disparos contra o sargento.

De acordo com o delegado Everton Santos, coordenador da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa, José Domingos foi preso às 18h de ontem e Cândido Junior às 23h30, ambos em via pública. “Nós localizamos dois envolvidos e ambos citaram a participação de Romário e do menor no crime. Eles utilizaram duas motos na fuga, uma ainda não identificada de cor preta e a Shineray que nós capturamos na casa do menor foragido”, contou.

Delegado Everton Santos disse que buscas continuam
Segundo o delegado, Romário seria o autor dos disparos. “Ele já tem passagem por assalto qualificado e porte de arma. Todas as testemunhas, inclusive os comparsas capturados disseram que Romário foi o autor dos disparos. Ele teria atirado no sargento por saber que ele era policial, no momento do assalto ele desceu de uma das motos sozinho e entrou em luta corporal com o sargento, efetuando os tiros. Nós ainda temos que localizar a arma que foi utilizada no assassinato”, disse.

O delegado Everton Santos contou que hoje ainda foi preso um quinto elemento acusado de dar guarita para um dos foragidos. “Todos os envolvidos possuem parentes e laços de amizade nas proximidades do supermercado, inclusive o proprietário do supermercado já os conhecia, então capturamos outro menor de idade, estamos investigando a participação dele no crime”, afirmou.

Romário acusado de matar sargente está foragido
Para o comandante do policiamento da capital, Coronel Iunes, é fundamental a colaboração da população para a prisão de Romário. “Pedimos à população que colabore com a polícia para a prisão de Romário que é um elemento perigoso, através dos telefones 181 (disque denúncia) e 190 (Ciosp). A operação vai continuar as buscas e somente irá terminar com a prisão dos envolvidos”, enfatizou.

Por Bruno Antunes

Comentários