Polícia apresenta quadrilha presa por roubo de gado

0

Delegados da Copci apresentaram detalhes da prisão(Foto: Portal Infonet)
A Polícia Civil do interior do Estado apresentou na manhã desta sexta-feira, 7, detalhes da prisão de uma quadrilha que atuava no roubo de gado em alguns municípios sergipanos.

Após seis meses de investigação os delegados da Coordenadoria de Polícia Civil do Interior (Copci), em trabalho conjunto com as delegadas Roberta Fortes, de Lagarto e Heilliara Farias, de Japaratuba, além da Polícia Militar, conseguiram prender 10 pessoas envolvidas com o crime.

De acordo com o coordenador operacional, o delegado Jonatas Evangelista, os integrantes faziam parte de duas organizações que agiam nos municípios que compõem o Vale do Cotinguiba e Centro-Sul de Sergipe. “Os grupos agiam de maneira peculiar, abatendo o gado no pasto das propriedades escolhidas, efetuando o corte da carne e em seguida comercializando a carne em Aracaju”, explica

Polícia apresentou seis dos dez presos(Foto: Portal Infonet)
.

Presos

Durante a operação a polícia conseguiu prender Carlos Ferreira do Nascimento, 44 anos. Ele é apontado como um dos líderes do grupo e agia diretamente nos crimes. Ferreira é proprietário do açougue ‘O Medalhão’, localizado na avenida Nestor Sampaio, no bairro Ponto Novo, na capital. Foram presoso também José Vieira dos Santos, 30 anos, conhecido como ‘Deinha’; José Evandro da Silva,5 3 anos, vulgo ‘Zé Vânio’; Mário Neres dos Santos, 59 anos, que atende pelo apelido de ‘Mauro’; Guimarães Anunciação, 53 anos, que chefiava o segundo grupo; Guilberton José Lima da Anunciação, 28 anos, conhecido como ‘Guinho’ – ele é filho de Guimarães; Josivaldo da Anunciação, vulgo ‘Josa’, irmão de

Guimarães Anunciação(à esquerda) e o filho Guilberto José(Foto: Portal Infonet)
Guimarães, e Oderlan Santos, conhecido como ‘Lan’. Esses agiam na região Vale do Cotinguiba.

A polícia ainda conseguiu prender José Nivaldo de Oliveira, 37 anos, e Manoel Vieira Brito, vulgo “Mané”, 31 anos, que atuavam separadamente dos dois bandos e agiam no município de Capela, além de apreender veículos que eram usados no transporte das carnes.

Investigação

Segundo a delegada Roberta Fortes, durante o período de investigação agentes da polícia trabalharam durante as madrugadas para desarticular todo o esquema dos bandos. “As equipes trabalharam intensamente,

Roberta Fortes diz quetrabalho só possível com a ajuda da população
identificando o modo operante, os contatos e os envolvidos até chegarmos ao frigorífico, na capital”, revela.

Roberta ainda pontuou que o trabalho só foi possível porque existiu a ajuda da população e dos pequenos produtores. “As pessoas iam até a delegacia registrar o roubo. A população contribuiu denunciando alguns envolvidos e dessa forma montamos o trabalho de investigação”, explica.

Superintendente

Durante a apresentação dos presos o superintendente da Secretaria de Segurança Pública (SSP) João Batista pontuou que o trabalho para diminuir o número de roubos de gado é uma determinação direta do Governador Marcelo Déda e do 

João batista diz números serão menores em 2011(Foto: Portal Infonet)
secretário de Segurança Pública João Eloy. “A nossa grande preocupação é que a maioria das vítimas são pequenos produtores, que na maioria das vezes só tem aquelas poucas cabeças de gado e após a ação desse criminosos ficam com quase nada”, lamenta o superintendente.

João Batista ainda ressaltou que o trabalho da polícia irá focar também nos receptadores. “Só existe furto e roubo porque existe receptador, então o trabalho da polícia será no sentido de estancar todas as vertentes. Quero ainda frisar que nesse anos de 2011 os números de roubo e furto serão ainda  menores que 2010, como 2010 já foi menor que 2009”, finaliza João Batista, destacando o trabalho realizado pelas delegadas, que “mesmo sem as condições necessária de trabalho no interior, vestiram a camisa e conseguiram desarticular essas quadrilhas”.

Por Alcione Martins

Comentários