Polícia Civil e Ibama apreendem madeira e fecham serraria clandestina

0

A Polícia Civil de Umbaúba e Indiaroba em parceria com Superintendência Estadual do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) apreenderam 100 toras de madeira e fecharam uma serraria durante uma operação para combater crimes ambientais no sul do estado. A ação aconteceu após uma série de denúncias sobre a existência de grandes quantidades de madeira extraídas de uma reserva de Mata Atlântica, localizadas no assentamento Sabão, no município de Indiaroba.

De acordo com o delegado Antônio Francisco, foram investigados galpões, propriedades rurais, garagens e ainda o interior da Mata Atlântica. Em vários destes locais, as equipes encontraram madeira recentemente extraída. O alvo principal dessa quadrilha está nas madeiras mais nobres, a exemplo do Jequitibá e do Coração de Negro, chegando a custar aproximadamente R$ 3.500 o metro cúbico destas madeiras.

“A operação atingiu seu objetivo, pois foram identificados os autores das infrações. Eles foram devidamente autuados pelos fiscais do Ibama e intimados pelas Delegacias de Umbaúba e Indiaroba para responderem os procedimentos pelos crimes ambientais”, explicou o delegado Antônio Francisco.

Ainda em decorrência desta operação, o Ibama autuou uma serraria que funcionava clandestinamente na cidade de Umbaúba e o proprietário de um galpão, que armazenava madeira clandestina em seu interior. Novas ações serão retomadas pela Polícia Civil, em parceria com o Ibama, para coibir novas práticas relacionadas com crimes ambientais.

Com informações da SSP/SE

Comentários