Polícia Militar interrompe live em restaurante de Itabaiana

0
. A PM relata que Ministério Público receberá relatório sobre o caso na manhã desta segunda-feira, 11. (Foto: PMSE)

A Polícia Militar interrompeu uma live que acontecia em um restaurante do município de Itabaiana. Segundo a PM, o 3º Batalhão recebeu uma chamada para averiguar denúncia sobre descumprimento de decreto governamental. Os cantores que participaram da transmissão, Dedé Brasil e Antônio, O Clone, informaram que o objetivo da live era solidária, para ajudar os músicos que estão enfrentando dificuldades nesta pandemia. A PM relata que Ministério Público receberá relatório sobre o caso na manhã desta segunda-feira, 11.

“A gente está fazendo live para ajudar os músicos que estão morrendo de fome e os órgãos públicos não chegam para nos ajudar”, diz Antônio. O parceiro musical, Dedé Brasil, também reforça a intenção. “Nós estávamos fazendo a live em um restaurante fechado, que tem capacidade para mil pessoas. Só queremos que aqueles que não deixam a gente fazer live, que nos dê uma solução para que a gente consiga o nosso pão de cada dia”, afirma o músico.

Ainda de acordo com a PM, foram dois problemas detectados pelo comando do 3º Batalhão. “O primeiro é que o estabelecimento comercial onde estava sendo realizado o evento, o restaurante Ninkasi, somente tem autorização (pelo decreto governamental em vigor) para funcionar aos finais de semana como “delivery” de sua atividade finalística, fornecimento de alimentação”, informa.

Outro ponto levantado pela polícia é que acontecia uma live com transmissão de música, “porém pelo decreto governamental em vigor, qualquer evento cultural de qualquer natureza necessita de comunicação e prévia autorização das autoridades sanitárias, o que não aconteceu”, destaca.

A PM diz ainda que não houve necessidade de encaminhamento de pessoas para a Delegacia Plantonista de Itabaiana, pois a realização do evento cessou no momento da intervenção da polícia.

“A Secretaria da Segurança Pública reforça que tem trabalhado para evitar a propagação do coronavírus e diminuir os casos fatais em decorrência da doença no estado. Qualquer informação pode se repassada pelo 190 para atendimento imediato da população”, destaca.

por João Paulo Schneider

Com informações da PM

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais