Polícia prende investigado por tentativa de latrocínio em Aracaju

0
A ação policial contou com o apoio da Divisão de Inteligência. (Foto: SSP/BA)

Em ação conjunta entre o Departamento de Crimes Contra o Patrimônio (Depatri), de Sergipe, e o Departamento de Repressão e Combate ao Crime Organizado (Draco), da Bahia, foi dado cumprimento ao mandado de prisão de um suspeito investigado por uma tentativa de latrocínio, após um roubo, em julho deste ano, na região do Mosqueiro, em Aracaju. O suspeito foi preso nessa quinta-feira, 19, no bairro de Nazaré, em Salvador (BA). A ação policial contou com o apoio da Divisão de Inteligência (Dipol).

De acordo com as investigações, na noite de 4 de julho, o investigado invadiu a residência de um casal no loteamento São Judas Tadeu, no bairro Mosqueiro, em Aracaju. Na investida criminosa, mediante ameaça, o suspeito levou dois celulares, dinheiro e uma motocicleta. Após o crime, uma das vítimas e o primo saíram em busca do autor da investida criminosa e o localizaram. Conforme o apurado, na fuga, o suspeito do crime caiu da motocicleta e, ao levantar-se, fez um disparo de arma de fogo que atingiu o peito da vítima.

A delegada Thereza Simony explicou que após o roubo, o suspeito foi perseguido pela vítima do assalto e por seu primo, vítima da tentativa de latrocínio. “O autor do crime praticou um assalto a um casal e na fuga levou a motocicleta. A vítima [do roubo] pediu ajuda a um primo que morava próximo e passaram a perseguir o suspeito Durante a perseguição, houve uma colisão do carro da vítima com a motocicleta roubada. Depois disso, o suspeito fugiu correndo, sendo perseguido”, revelou.

Após o fato, o investigado disparou contra a vítima da tentativa de latrocínio. O suspeito foi preso em Salvador, onde estava trabalhando. “O suspeito sacou um revólver e efetuou um disparo que atingiu a vítima, que foi encaminhada ao hospital e corre o risco de ficar paraplégico. Descobrimos que o investigado estava trabalhando numa empresa de construção civil, pedimos apoio à Polícia Civil da Bahia e fizemos a prisão, elucidando o crime”, detalhou.

Fonte: SSP/BA

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais