População fecha entrada de Tobias Barreto pedindo reforma de vias

0
Os manifestantes fecharam a via como forma de protesto pela melhoria das estradas (Foto: grupo whatsapp Jp e Ana)

A manhã desta quarta-feira, 24, foi iniciada com uma manifestação na Rodovia SE-170, entre os municípios de Lagarto e Riachão, próximo à entrada de Tobias Barreto. A população segue protestando pela reforma nas estradas, questionando problemas como a grande quantidade de buracos e a falta de acostamento. Ontem o protesto ocorreu na Rodovia entre Itabaianinha e Umbaúba.

Segundo o Tenente Coronel Alexsandro Ribeiro de Souza, comandante do 11º Batalhão de Polícia Militar, em Tobias Barreto, ao decorrer da manhã a manifestação seguiu tranquila e até então continua de forma pacífica. O coronel informou ainda que alguns oficiais da polícia militar já estão dialogando com os manifestantes e continuarão em comunicação com eles até que finalizem a manifestação.

Em nota enviada ao Portal Infonet, a assessoria de imprensa da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Urbano e Sustentabilidade (Sedurbs) informou que o Governo do Estado iniciou ontem, 23, uma operação tapa-buraco nas rodovias estaduais. Hoje os serviços estão programados para serem executados no trecho que passa pelo município de Riachão do Dantas, mas a caçamba contendo o material asfáltico está impedida de chegar ao local, já que a rodovia está interditada por manifestantes.

As ações incluem as estradas da região Sul do Estado e, quando concluídas neste trecho, outras operações serão iniciadas em outras rodovias.

As obras serão executadas pelo Departamento Estadual de Infraestrutura Rodoviária de Sergipe (DER/SE), seguindo um cronograma já estabelecido, conforme a assessoria da Sedurbs. A operação seguirá pela SE-290, entre os municípios de Umbaúba e Tobias Barreto e outros trechos de outras rodovias. A assessoria informa ainda que o Governo de Sergipe está viabilizando, junto a instituição financeira, um empréstimo no valor de R$ 150 milhões, para aplicação em outros serviços ligados à reestruturação de rodovias.

por Juliana Melo 

Comentários