População reclama da falta de sinalização no Viaduto do DIA

0

A falta de sinalização no Viaduto Carvalho Déda tem sido motivo de queixa de motoristas e pedestres que trafegam no local. A falta de semáforos e aparelhos de fiscalização eletrônica (radares e lombadas eletrônicas, por exemplo) podem vir a ocasionar graves acidentes, como afirmaram alguns cidadãos entrevistados pela equipe do Portal Infonet no local.

 

O comerciante Raimundo Santos trabalha em frente a um dos acessos do Viaduto, no sentido Tancredo Neves e diz que vê muitos veículos em alta velocidade. “Dá pra ver que não respeitam o limite de velocidade. Pior que passam numa velocidade grande e o povo fica do outro lado da
avenida esperando a boa vontade de alguém reduzir pra atravessar”, declara.

 

Ocimar Santos foi um exemplo dessa situação. Ele estava em frente a uma faixa de pedestres, mas a ausência de um semáforo leva ele e vários pedestres por dia a esperar algum motorista ceder passagem. “É um absurdo”, reclamou enquanto atravessava a avenida.

 

Além da reclamação da população local e pedestres, alguns motoristas se queixaram da estrutura de trafego do viaduto. Veruska Chagas reclamou dos acessos pouco espaçosos e afirmou ser um absurdo haver faixa permitindo ultrapassagem na parte superior do Viaduto Carvalho Déda.

 

Veruska Chagas, dificuldade nos acessos do viaduto
O assessor da Superintendência Municipal de Transportes de Trânsito (SMTT), Jairo Alves, afirmou que o viaduto foi aberto para que o trânsito pudesse fluir, mas que há agentes analisando o desempenho do trânsito no local para verificar a necessidade de elementos de fiscalização eletrônica. Quanto aos pedestres, o assessor disse que há planos para a construção de uma passarela nas imediações do DIA mas que enquanto a licitação não for autorizada haverá agentes da SMTT no local auxiliando na passagem dos cidadãos. Nenhum destes agentes foram encontrados pela equipe do Portal Infonet na manhã desta segunda, 10.

 

Por Glauco Vinícius e Carla Sousa

Comentários