População só poderá montar tendas para o réveillon no dia da festa

0

Tendas ficavam próximas ao palco do evento só poderão ser montadas no dia da festa (Foto: Portal Infonet)
As tendas montadas na Praia de Atalaia pela população a fim de aproveitar a festa com mais conforto, neste ano só poderão ser colocadas na praia no dia do réveillon. A razão da nova regra foi a comercialização do espaço público que vinha sendo feita nos anos anteriores. A população costumava montar várias tendas e mesas para comercialização, causando transtornos no local.

“As pessoas chegavam à orla, delimitavam lugares e depois comercializavam, o que é considerado uma prática ilegal. Além disso, vendiam por valores altos, chegando a custar até 2 mil reais”, informou o assessor de comunicação da Empresa Municipal de Serviços Urbanos (Emsurb) Arthuro Paganini.

Segundo informações de seguranças que estão fazendo a fiscalização no local, algumas pessoas chegaram a dormir na praia para guardar seus lugares, mas hoje pela manhã foram informadas da nova regra e solicitadas que não repetissem a ação. O assessor da Emsurb acrescentou também que até o dia do evento haverá pessoas fiscalizando a área para evitar que aconteça a delimitação de espaço na praia.

Estrutura

A estrutura de palcos para o réveillon da orla de atalaia está em fase final de montagem. São dois palcos que receberão os cantores Diogo Nogueira, Margareth Menezes e a banda A Fábrica, além de estrutura de camarins, mesas de sons e tenda eletrônica.

O diretor de eventos da Funcaju informa que a estrutura está quase pronta (Foto: Portal Infonet)

Segundo o diretor de eventos da Fundação Municipal de Cultura, Turismo e Esporte (Funcaju) e coordenador do projeto do réveillon, Fernando Montalvão, até esta quinta-feira, 30, a estrutura pronta será apresentada à imprensa. Ele informa também que neste ano, será feita uma campanha de coleta de lixo durante a festa. “Vamos fazer algumas ações de coleta, distribuir sacolas pro pessoal jogar o lixo para a praia não ficar tão suja após o evento”, explica.

 

 


Comentários