Praça da Catedral: Comerciantes reclamam de insegurança

0
Transeuntes reclamam da insegurança na praça Olímpio Campos (Fotos: Portal Infonet)

Os comerciantes estão reclamando da falta de segurança na praça Olímpico Campos, localizada no Centro da capital sergipana. Na noite da última terça-feira, 16, um adolescente foi morto com facadas próximo à Catedral Metropolitana.

A estudante Joice Bastos passa todos os dias pela praça Olímpio Campos e conta que transita no local assustada com medo de assaltos. “Nunca fui assaltada, mas passo por aqui com medo. Muitos colegas reclamam que já foram assaltos e a notícia desse assassinato só nos deixou mais assustados”.

O analista de sistema Elder Mendonça também reclama da insegurança nas proximidades da Catedral. “Para muitos a passagem por aqui é obrigatória, mas passamos assustados. No período da noite é mais perigoso ainda, pois a praça fica abandonada”, afirma Elder.

Crime

Comerciantes afirmam que precisam pagar vigilantes por falta de rondas policiais com frequência

De acordo com informações do 8º Batalhão da Polícia Comunitária, o adolescente Pedro Luiz Nascimento Coelho, 17 anos, foi morto na travessa José do Faro. Segundo o tenente Alcântara, a motivação do crime é desconhecida.

Um comerciante, que não desejou ser identificado conta que o adolescente já era uma figura conhecida dos comerciantes por conta de vários assaltos realizados na área do Centro.

Ainda segundo o comerciante que trabalha há 30 anos próximo à Catedral, o adolescente morava nas proximidades do local do crime. “Essa praça pede socorro, pois está abandonada. Não temos rondas no local e somos alvos frequente dos marginais. Esse adolescente que morreu já praticou muitos assaltos, mas não era punido por ser menor”, reclama o comerciante.

Por falta de rondas, comerciantes afirmam que acabam contratando vigilantes particulares para realizar a segurança dos estabelecimentos comerciais ao redor da Catedral Metropolitana.

Polícia Militar

Quanto a reclamação da insegurança na praça Olímpio Campos, o tenente Alcântara afirmou que o efetivo é insuficiente para atender a área, pois uma viatura faz rondas nos bairros 13 de Julho, Centro, Salgado Filho e no bairro São José. O tenente ainda informou que no período da noite recebe o apoio da Polícia Montada para realizar rondas nas áreas citadas.

Por Adriana Freitas e Kátia Susanna

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais