Praça da Leste é alvo de reclamação dos moradores

0

Antiga Estação Leste Ferroviária  (Foto: Arquivo/Portal Infonet)

O abandono da Antiga Estação Leste Ferroviária, instalada no século passado no bairro Siqueira Campos, em Aracaju, tem sido alvo de reclamação por parte dos moradores. Segundo relatos, a ação de usuários de drogas e outros ocupantes deixam os cidadãos em situação de vulnerabilidade. Os relatos de assaltos e medo de circular pela Praça da Leste são constantes.

De acordo com o torneiro mecânico Natanael Vasconcelos, 64 anos, além desses problemas, a estrutura do antigo prédio chega a ameaçar a vida de algumas pessoas que residem na rua Carlos Correia.

“Um blaquete instalado num dos postes que já estão sem sustentação caiu no telhado da minha casa, sendo que um desses postes não agüentasse a estrutura e caiu”, denuncia o morador.

Segundo o torneiro, o maior impasse enfrentado pela população é a má estrutura do antigo prédio, antes mesmo dos perigos ocasionados pelos meliantes que ocupam o antigo prédio todas as noites.

Natanael afirma que postes da antiga Leste estão ameaçando sua residência

“Quanto aos meliantes que já são assíduos do espaço, a situação é a mesma: entram e saem constantemente. As portas das casas são fechadas às 18h, em função da falta de iluminação e percebemos a sujeira que fazem no prédio quando funcionários da Prefeitura realizam limpeza nas segundas-feiras. Inclusive, já fui ameaçado por um dos invasores que hoje está preso”, acrescentou.

O marceneiro Edinei Bispo, de 33 anos, compartilha dos relatos sobre os perigos no local. “O terreno do antigo prédio tem servido para o tráfico e outras ações. É tão perigoso à noite que a minha família evita circular até em determinadas horas do dia. O policiamento não é constante e para quem mora no fundo da Leste é raro”, declarou o cidadão, que mora na localidade há dois anos.

Revitalização

Terezinha Oliva diz que não há previsão para o início das obras

Os recursos para a execução de um projeto de revitalização da Antiga Estação Leste Ferroviária provém do PAC Cidades Históricas, ação intergovernamental articulada com a sociedade para preservar o patrimônio brasileiro, valorizar a cultura e promover o desenvolvimento econômico e social, com sustentabilidade e qualidade de vida para os cidadãos.

O pátio ferroviário será transformado na ‘Cidade da Cultura’ e deverá abrigar órgãos e atividades culturais, através de uma ação do Governo de Sergipe, em parceria com a Prefeitura de Aracaju. “O projeto foi encaminhado ao PAC Cidades Históricas, em Brasília, e o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) aguarda a tramitação”, explicou a superintendente do Instituto, Terezinha Oliva.

Terezinha ainda explica que o resultado da análise dos projetos enviados ao PAC Cidades Históricas implica no envio de recursos, neste caso, destinados à obra de revitalização da Antiga Estação Leste. “Por isso, não há previsão para o início das obras”, esclareceu. No que diz respeito à segurança no local, a superintendente do IPHAN afirma que a responsabilidade pela área é da Ferrovia Centro-Atlântica (FCA).

Policiamento

Moradores convivem com prejuízos do abandono do prédio

O comandante do 8º Batalhão da Polícia Militar de Sergipe, major Vivaldy Cabral, as rondas no local são feitas durante 12 horas, atendendo regiões, como todo o bairro Siqueira Campos, Suissa e Centro. “São três policiais em cada uma das cinco viaturas. Contudo, para que uma ação específica seja realizada no local é preciso que a população utilize o 190 e registre denúncias. Assim, a polícia direcionará uma ação mais intensiva para coibir qualquer ação criminosa”, orientou o major.

No momento em que esteve no local, a equipe do Portal Infonet não foi autorizada a realizar registro fotográfico dos respectivos moradores, já que os mesmos se sentem vulneráveis à ação de meliantes.

Por Nubia Santana

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais