Prefeitura de Aracaju atende chamados emergenciais pelo número 199

0

A Prefeitura de Aracaju disponibilizou o número emergencial 199, através da Secretaria da Defesa Social e da Cidadania (Semdec), para atenção à população em funcionamento 24h. Desde a madrugada desta sexta-feira, 7, foram registrados doze chamados ocasionados pelas fortes chuvas que caíram na capital e todos foram prontamente atendidos. Além da atenção às ocorrências, as equipes mantém o monitoramento das áreas de risco e adotam medidas preventivas, executadas de maneira integrada com os demais órgãos da Prefeitura.

Os chamados foram registradas por moradores dos bairros Palestina, Jabotiana, 13 de Julho, Suíssa, Santa Maria, Cidade Nova, Porto Dantas, Industrial e Farolândia. Risco de queda de árvores, deslizamento de terra, risco de desabamento, além de situação de desabamento de cobertura das garagens em um condomínio, localizado no bairro Atalaia, foram alguns dos motivos que ocasionaram os chamados. As ocorrências não resultaram em situação de maior gravidade e não houve registro de danos humanos. Todas as providências foram adotas para resguardar a vida das pessoas expostas às situações indicadas.

Defesa Civil faz interdição de área em condomínio no bairro Atalaia (Foto: Defesa Civil)

Entre os casos atendidos, houve um deslizamento de terra, na Palestina, onde a Defesa Civil realizou a interdição parcial de um imóvel. No local foi identificado o colapso do muro, situado na área externa da residência, além do deslizamento de terra. “Fizemos uma inspeção detalhada e interdição parcial pelo risco de deslizamentos secundários e de colapso do muro remanescente. Todo o terreno foi avaliado e decidimos pela interdição parcial, não tendo sido identificado risco para outras partes da estrutura”, explicou o coordenador técnico da Defesa Civil de Aracaju, Robson Rabelo.

No bairro Jabotiana, a solicitação apontava estalos na estrutura, rachaduras e pisos soltos, após as chuvas que caíram ao longo da madrugada. “Nesse caso, a avaliação realizada deu conta de situação superficial, sem risco de abalo às estruturas. Tranquilizamos e orientamos os moradores”, indicou o coordenador da Defesa Civil de Aracaju, o major Sílvio Prado. Apesar de não haver risco de desabamento, nessa situação, esses são sinais importantes de serem observados pela população. Diante da identificação dessas características, é importante registrar o chamado através do número 199, para que uma avaliação estrutural seja realizada e assim sejam evitados acidentes.

O secretário da Defesa Social e da Cidadania, Luís Fernando Almeida, reforça que a equipes está integralmente mobilizada para conceder atenção aos aracajuanos, especialmente em áreas de risco. “Estamos visitando esses locais e notificando as pessoas sobre os riscos, pelo acúmulo de chuvas que já passam dos 150 milímetros, para que deixem suas casas provisoriamente, se deslocando para casa de parentes. Caso não tenham onde se abrigar, a Prefeitura disponibiliza os espaços dos CRAS, até que o tempo melhores e possamos fazer uma reavaliação”, explicou.

Com informações da Prefeitura de Aracaju

 

 

 

Comentários