Prefeituras devem enviar informações sobre freqüência escolar até dia 7

0

As prefeituras de todo o país têm até 7 de setembro para enviar informações sobre a freqüência escolar dos beneficiários do Bolsa Família, referente a maio, junho e julho. O prazo, que terminava em 28 de agosto, foi ampliado pelos ministérios do Desenvolvimento Social e Combate à Fome e da Educação depois que os municípios encontraram dificuldades para incluir os dados na nova versão do sistema disponibilizado pela Caixa Econômica Federal (CEF).

A freqüência em pelo menos 85% das aulas é obrigatória e considerada um importante mecanismo de inclusão social da população beneficiada pelo Bolsa Família. As instituições de ensino deverão encaminhar dados sobre a presença de crianças e adolescentes de seis a 15 anos na escola às secretarias municipais de Educação. O objetivo dessa exigência é garantir a participação dos beneficiários no processo educacional e em ações de saúde, como vacinação das crianças e acompanhamento de pré-natal, que promovam melhorias nas condições de vida das famílias.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais