Presidente da Petrobras resolve processar governador

0

O presidente da Petrobras, o ex-senador Zé Eduardo Dutra (PT-SE), anunciou no início da tarde de hoje, ao desembarcar no aeroporto de Aracaju, que vai processar o governador João Alves Filho (PFL), por calúnia e difamação. De acordo com ele, o processo é devido aos ataques que o governador lhe fez, na semana passada, classificando-o de “inimigo público número 1 de Sergipe” e acusando-o de ter aconselhado a empresa petrolífera espanhola Repsol a não investir no projeto de implantação de uma refinaria no Estado. A respeito dessas acusações, o presidente da Repsol no Brasil, João Carlos de Luca, negou, na semana passada, que a sua empresa tenha recebido qualquer recomendação do presidente da Petrobras para não investir em Sergipe. Zé Eduardo, por sua vez, divulgou uma nota repudiando as declarações do governador e mostrando, com números, tudo o que a empresa fez por Sergipe, durante o período em que ele está no comando da estatal, desde janeiro do ano passado. Além disso, o presidente da Petrobras anuncia, agora, a sua intenção de processar o governador. “Não dá para o Dr. João fazer acusações absurdas e caluniosas como essas que fez contra mim e ficar por isso mesmo”, disse Zé Eduardo no aeroporto de Aracaju, onde centenas de pessoas, amigos e aliados políticos, foram recepcioná-lo, numa manifestação de desagravo às acusações do governador. “Vou buscar reparação no Judiciário, esta será a nossa resposta jurídica”, disse ainda o presidente da Petrobras. “A nossa resposta política será dada nas urnas, em outubro, com a população de Aracaju, mais uma vez, derrotando o PFL e elegendo o prefeito Marcelo Déda para administrar a capital”. APOIO – Entre os políticos que participaram da manifestação de desagravo, estavam o prefeito de Aracaju, Marcelo Déda (PT), o vice-prefeito Edvaldo Nogueira (PC do B), o senador Antônio Carlos Valadares (PSB), os deputados federais Jackson Barreto (PTB) e Pastor Heleno (PL), e os deputados estaduais Francisco Gualberto (PT), Ana Lúcia (PT), Fabiano Oliveira (PTB) e Belivaldo Chagas (PSB), além de vereadores de Aracaju, prefeitos do interior do Estado e candidatos às eleições municipais de várias localidades sergipanas, como Lagarto, Japaratuba, São Cristóvão, Capela, Porto da Folha, Propriá, Boquim, Itabaiana e Socorro, entre outras. Também compareceram ao aeroporto representantes de entidades sindicais e organizações não-governamentais como o Sindicato dos Bancários, Central Única dos Trabalhadores (CUT), Federação dos Bairros de Aracaju (Fabaju), Sociedade Semear, Instituto e Creche Menino Jesus e Associação dos Aposentados e Pensionistas da Petrobras, além de grupos culturais, como o Imbuaça, e representantes dos anistiados da extinta Petrobras Mineração S/A – Petromisa. Do aeroporto, que ficou lotado na recepção ao presidente da Petrobras, Zé Eduardo foi levado em carreata até o prédio onde mora, no Bairro Jardins. Dutra é recebido com festa em Aracaju

Comentários