PRF flagra caminhoneiro com 28 comprimidos de “rebite”

0
O caminhoneiro, de 28 anos, informou aos policiais que os comprimidos encontrados são de uso pessoal e que há alguns dias, não fazia uso das anfetaminas (Foto: PRF/SE)

Policiais Rodoviários Federais flagraram no final da tarde da ultima terça-feira, 9, um caminhoneiro transportando 28 comprimidos de “rebite”. A ação aconteceu no km 200 da BR 101, no município de Cristinápolis/SE.

Os agentes federais realizavam o trabalho de fiscalização quando abordaram um caminhão, com placas de Sergipe e, ao realizarem inspeção detalhada na cabine do veículo, encontraram três cartelas, sendo duas do medicamento Nobésio* e uma do medicamento Corujão* popularmente conhecidos como “rebite”, e utilizado muitas vezes como estimulante do sistema nervoso central. O caminhoneiro, de 28 anos, informou aos policiais que os 28 comprimidos encontrados são de uso pessoal e que há alguns dias, não fazia uso das anfetaminas.

Ele foi detido e encaminhado à Delegacia de Polícia Civil e responderá pelo porte de drogas para consumo. De acordo com resolução Nº 52, de 06 de outubro de 2011 da Agência Nacional de Vigilância Sanitária – Anvisa, em seu Art. 1º, é vedada a fabricação, importação, exportação, distribuição, manipulação, prescrição, dispensação, o aviamento, comércio e uso de medicamentos ou fórmulas medicamentosas que contenham as substâncias anfepramona, femproporex e mazindol, seus sais e isômeros, bem como intermediários, considerando assim o Nobésio Extra Forte uma droga ilícita no Brasil.

Nobésio e Corujão (rebite): Com objetivo de dirigir várias horas seguidas, sem descanso, para cumprir prazos predeterminados ou até faturar um extra no final de cada viagem, alguns motoristas de caminhão optam em utilizar o rebite. A substância, uma anfetamina, é um estimulante do sistema nervoso central e faz com que o cérebro trabalhe mais depressa e cause nas pessoas a impressão de diminuição da fadiga – já que conseguem executar uma atividade qualquer por mais tempo – de menos sono, perda de apetite e de aumento da capacidade física e mental.

Fonte: PRF/SE

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais