PRF inicia operação Boas Festas

0

PRF faz uma série de recomendações para quem vai viajar
Teve início nessa terça-feira,23, e vai durar até o dia 4 de janeiro, a operação Boas Festas 2008, promovida pela Polícia Rodoviária Federal (PRF).   Durante esse tempo, será feito um reforço de policiamento e fiscalização nas rodovias federais com a realização de blitz. O objetivo da operação é atender às demandas da segurança do trânsito e pública.

O condutor que for viajar nesse final de ano deve ficar atento à documentação do veículo e do motorista, aos equipamentos obrigatórios e à conservação do carro. Também será fiscalizada a velocidade permitida, bem como a realização de ultrapassagens indevidas.

 Os policiais estarão atentos também quanto ao porte ilegal de armas, de drogas ilícitas, a exploração infanto-juvenil e ao uso de bebidas alcoólicas pelos condutores de veículos.

Os dados

Segundo dados divulgados pela PRF, 80,75% dos acidentes acontecem em pistas em bom estado de conservação, 71,4% em retas, 53,6%  pelo dia e 63% com tempo seco. As informações revelam ainda que 1/3 dos motoristas que se envolve em ocorrências de trânsito reconhece que não prestava atenção ao que estava fazendo no momento do acidente.

Vale lembrar que o cinto de segurança é obrigatório não só para o condutor, mas todos os passageiros nas vias do território nacional. Quem for flagrado sem o equipamento de segurança terá que responder à penalidade de multa considerada infração grave.

Dicas da polícia rodoviária federal

 A PRF recomenda ainda aos motoristas manter os componentes mecânicos e elétricos do veículo em boas condições de uso, respeitar uma distância de segurança dos outros veículos, evitar ultrapassagens indevidas, descansar a cada três horas e não ingerir bebidas alcoólicas.

Para quem vai viajar de ônibus

Mesmo com o combate ostensivo da PRF aos assaltados praticados nas rodovias contra ônibus, eles ainda acontecem, principalmente em alguns Estados. Para quem for viajar de ônibus as recomendações da PRF são: nunca reagir a um assalto, exigir das empresas que todos os passageiros estejam identificados, evitar transportar objetos de valor na cabines, assim como não exibir ostensivamente objetos de valor.


 

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais