Procuradoria tentará reverter decisão do Copencan

0
Copecam continua sem receber presos (Foto: Arquivo Infonet)

Após a decisão do juiz da 7ª Vara Criminal, Hélio de Figueiredo Mesquita Neto, que determinou a interdição do Complexo Penitenciário Carvalho Neto (n), a Procuradoria Geral do Estado (PGE) informou, através de sua assessoria de comunicação, está analisando a determinação para recorrer da decisão.

A decisão do magistrado ocorreu por conta da superlotação da unidade que conta com 800 vagas, mas abriga 1884 presos. O Complexo, localizado na cidade de São Cristovão, continua sem receber presos.

O assessor de comunicação da Secretaria de Justiça (Sejuc), Marinho Tiba, retifi Procuradoria já está tomando todas as providências. “Enviamos a decisão para a PGE para tentar reverter à decisão já que avançamos com relação a justiça, já implantamos as tornozeleiras [que de início serão colocadas 400] e também viabilizamos as videoconferências”, explica.

Ainda segundo Marinho Tiba, em outubro haverá a entrega do presídio de Nossa Senhora da Glória e até o início de 2015, serão entregues o Cadeião de Estância e o anexo do presídio de Areia Branca, que desafogarão o sistema prisional.

Decisão

Ainda na decisão, o juiz Hélio de Figueiredo Mesquita Neto, veda o acolhimento de novos presos até posterior deliberação, salvo transferências já determinadas ou autorizadas pela justiça.

Por Aisla Vasconcelos

Comentários