Projeto “Quem doa, cuida” visa promover a saúde da população

0

Projeto “Quem doa, cuida” (Fotos: Portal Infonet)

Com o objetivo de promover a saúde na população, o hospital São Lucas realiza a partir desta segunda-feira, 3 até o dia 16 de janeiro no calçadão da Praia Treze de Julho, o projeto “Quem doa, cuida”, juntamente com o Centro de Hemoterapia de Sergipe(Hemose), o Serviço Social da Indústria (Sesi) e Academia da cidade.

O projeto visa incentivar a população a cuidar da saúde, aferindo regularmente a pressão arterial, fazendo doação de sangue e de medula óssea além de orientação nutricional e distribuição de água.

“Durante 13 dias estaremos aqui para promover a saúde da população e oferecendo alguns serviços importantes. Qualquer pessoa pode vir aqui e participar”, informa uma das integrantes do projeto, Patrícia Dantas.

Ela informa também que nos dias 15 e 16, para encerrar o projeto, será realizado junto com a Academia da Cidade, a caminhada e a corrida junto com a população e também a oficina da Cozinha Brasil, do Sesi, orientando a população sobre reaproveitamento de alimentos.

Academia da cidade

A Academia da cidade é um projeto realizado pela secretaria da saúde do município e hoje conta com 15 pólos espalhados pela capital sergipana que, além das atividades físicas, oferecem também a aferição da pressão arterial e freqüência cardíaca dos alunos. Aberto para todas as idades, 90% dos 1.200 alunos inscritos tem acima de 50 anos.

O professor Lauro Tyrone explica como funciona a academia
“Esse projeto busca a saúde de nossa população, é um trabalho de prevenção de futuras doenças, para desafogar os postos de saúde”, ressaltou o professor do pólo 13 julho, Lauro Tyrone, informando também que qualquer pessoa pode participar da academia. As atividades começam às 6h da manhã e prosseguem durante todo o dia.

“Moro aqui perto e venho todos os dias aferir pressão”, diz  Murilo de Almeida, de 64 anos, ressaltando a importância do exercício físico. “Acho importante porque todo exercício é bom para melhorar a condição física”.

Por Danielle Menezes e Aldaci de Souza

 

Comentários