Projeto Sustentável: Uma ideia que deu certo

0

Beleza e encantamento no Projeto Floresta Susutentável (Fotos: Portal Infonet)

“Reflorestar a margem do rio Pojuca com o objetivo de desenvolver bem-estar tanto ambiental quanto social” é com esse olhar que foi criado o programa projeto Floresta Sustentável situado na Reserva da Sapiranga na Praia do Forte, região da Mata de São João na Bahia.

Em meio a belezas naturais, o projeto conta com um centro de visitação, onde turistas e comunidades locais tem a oportunidade de trocarem saberes técnicos e tradicionais da região.

Durante a divulgação do resultado de seleção pública 2012 dos Programas Petrobras Desenvolvimento e Cidadania e Petrobras Ambiental realizado na sede do Projeto Floresta Sustentável, em Mata de São João (BA), os jornalistas de diversos estados tiveram a oportunidade de realizar uma visitação na mata e conhecer um pouco mais da região.

O percurso foi guiado pelo coordenador técnico do Projeto Floresta Sustentável, Álvaro Meirelles e contou com a participação de jornalistas de Sergipe, Bahia, Piauí e Pernambuco que tiveram a oportunidade de ver diversas espécies vegetais e de animais como o bicho-preguiça de coleira, corujas, cobras e até camaleão.

Espécies encontradas na região

A cada parada era possível se encantar com as árvores nativas e encontrar os animais. Como recompensa para os jornalistas, foi possível conhecer a nascente simbólica do Rio Sapiranga e o Rio Pojuca. Segundo o coordenador do projeto Álvaro Meireles o projeto tem o objetivo de contribuir para desenvolvimento turístico- ecológico do local e gerar renda para as comunidades envolvidas.

“O projeto nasceu quando escrevemos uma proposta de reflorestar o Rio Pojuca. E nesse pensar social e ambiental é importante o envolvimento das pessoas. Por isso as comunidades foram envolvidas a não se enxergar sem elas. Trouxemos para cá desde a capacitação técnica dessas pessoas que são guias, para a comunidade em geral quanto a implantação de plantio de mudas para fins de reflorestamento, em relação a agricultores familiares que se cultive um pensar ambiental”, afirma

Álvaro Meireles destaca ainda sobre o que mudou no projeto com o incentivo da Petrobras. “Com o patrocínio da Petrobras muda a ampliação do investimento social e ambiental. Fazer com que as pessoas entendam que a vegetação e a floresta ela de pé rende muito mais, tanto em qualidade de vida quanto em qualidade ambiental. Se é possível se sustentar guiando as pessoas nas trilhas da reserva da Sapiranga, é muito mais interessante do que desmatar a reserva, pensando que seu entorno continua sustentável”, garante.

*A repórter Aisla Vasconcelos foi a Bahia a convite da Petrobras

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais