Quase um ano de morte por eletrocussão e inquérito não é concluído

0
Fiação de energia elétrica caiu sobre a criança (Foto Ilustrativa/Arquivo Portal Infonet)

A Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP) ainda não concluiu a investigação que vem sendo realizada pela Polícia Civil há mais de um ano para identificar a responsabilidade sobre a morte de uma criança de nove anos, atingida por uma fiação elétrica na cidade de Propriá. No dia 3 de março do ano passado Milena Rayane Silva Santos brincava, quando foi surpreendida pelo fio de um poste de iluminação pública, fornecida pela Empresa Distribuidora de Energia Elétrica (Energisa).

De acordo com informações da assessoria de imprensa da SSP, o delegado Antonio Wellington, da Delegacia Regional de Propriá, continua aguardando a conclusão do laudo pericial para finalizar o inquérito policial. Este laudo está sendo elaborado pela Coordenadoria Geral de Perícias da SSP. Conforme a assessoria, a equipe dedicada a este tipo de laudo está sobrecarregada e ainda não teve tempo suficiente de atender à solicitação do delegado responsável pela investigação da morte da criança.

Conforme a assessoria, o delegado encaminhou amostras da fiação elétrica que atingiu a criança para a Coordenadoria Geral de Perícias e a produção do laudo será feita com base neste material colhido no local do acidente. Neste episódio, um jovem tentou socorrer a criança, saiu ferido e sobreviveu.

por Cassia Santana

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais