Quatro homens invadem casa e matam um homem

0
IML remove os corpos (Foto: Arquivo Portal Infonet)

O Instituto Médico Legal (IML) registrou cinco mortes violentas em apenas sete horas. Os corpos deram entrada entre às 18h45 da quarta-feira, 27, e 1h32 da madrugada desta quinta-feira, 28. Foram dois assassinatos, duas mortes por acidente de trânsito e uma por afogamento.

Em Japaratuba, a 52 km de Aracaju, quatro homens invadiram uma residência e assassinaram, a tiros, Adailton Lopes, 31. O crime aconteceu por volta das 19h no Conjunto Babilônia. De acordo com os primeiros levantamentos realizados pela equipe da 2ª Companhia do 2º Batalhão da Polícia Militar, a vítima estava na residência de um casal amigo, participando de uma farra quando foi surpreendida pelos tiros.

No local, a lei do silêncio prevalece, conforme observa o cabo Joan, que integra a equipe de investigação da polícia local. Segundo o cabo, os primeiros levantamentos indicam os quatro assassinos, que teriam chegado ao local do crime ocupando um veículo de cor prata. Os homens teriam entrado na residência, disparado os tiros e, em seguida, fugiram no mesmo veículo.

Outras mortes

Em Moita Bonita, José Ronaldo dos Santos, 26, também foi assassinado a tiros, conforme já noticiado pelo Portal Infonet. O IML também registrou as mortes de Paulo Bomfim Oliveira, 74, vítima de atropelamento ocorrido na noite da quarta-feira, 27, na avenida Ivo do Prado. Ele chegou a ser socorrido com vida, mas faleceu no Hospital de Urgência de Sergipe (Huse).

Há outra vítima de acidente de trânsito, que também faleceu no Huse, cujo corpo foi o último a chegar no IML e ainda permanece sem identificação. Já Otávio Bispo dos Santos, 78, morreu afogado no povoado Brejão, no município de Brejo Grande. O corpo foi resgatado por uma equipe do Corpo de Bombeiros e chegou ao IML às 22h da quarta-feira.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais