Queda de ponte deixa moradores isolados

0
Com a queda da ponte moradores enfrentam longas caminhadas (Fotos: Portal Infonet)

Na manhã desta quarta-feira, 6, a equipe do Portal Infonet esteve no povoado Várzea Grande, localizado no município de em São Cristovão. No local, moradores reclamam da falta de estrutura, relatam falta de saneamento básico, precariedade da coleta de lixo e afirmam que após a queda da ponte que dá acesso à região, a população amarga prejuízos e está isolada.

“Quando alguém fica doente tem que pegar um caminho mais longe, porque a ponte caiu e ninguém faz nada. O prejuízo é grande, porque antes a gente fazia uma compra em um supermercado e pagava R$8 e hoje tenho que pegar um caminho mais longe e não sai por menos de R$30”, conta Leonardo Cruz, que mora no povoado há dois anos.

A dona de casa Almira Ferreira da Cruz fala que a ponte caiu há dois meses em decorrência as fortes chuvas. “Esse povoado aqui está esquecido, tem muita gente aqui que não consegue nem sair de casa porque para caminhar é muito longe e carro não passa. É um absurdo. Todo mundo reclama e a prefeitura não faz nada”, lamenta.

A ponte caiu em decorrência das fortes chuvas

Longa caminhada

Há mais de 10 anos morando no povoado, Joelson Francisco dos Santos, salienta que na localidade vivem cerca de 300 famílias. “Tem um acesso depois do [conjunto] Luiz Alves, mas quando chove ninguém passa, ou seja, quando chove os moradores ficam trancados dentro de casa porque não têm para onde ir. O pior é que para sair andando são mais de dois quilômetros de caminhada”, diz.

O pedreiro Josias Candido dos Santos, morador do povoado há 12 anos, diz que já esteve na prefeitura pedindo a construção da ponte. “Já perdi as contas de quantas vezes estive pedindo providências à prefeitura. O problema é que até agora nada foi feito e a comunidade continua sofrendo. A informação deles é que vão enviar uma equipe, mas é importante que eles saibam que estamos sofrendo. Tem um senhor que usa sonda e precisa de atendimento médico constante, mas não consegue sair de casa porque carro não passa”, reclama.

Moradores alegam que idosos e doentes estão ilhados em casa

Prefeitura

De acordo com o secretário de Comunicação do município, Pedro Rocha, a prefeitura tem ciência do problema e estará realizando reparos até a próxima semana. O secretário enfatizou que será preciso fazer uma licitação para a construção ou reparo da ponte. A licitação ainda não tem previsão de ocorrer.

Por Kátia Susanna

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais