Queima de Judas deixa Bombeiros em alerta

0

Caminhão do CB 
A tradicional queima de Judas (traidor de Jesus Cristo) é realizada no Sábado de Aleluía, mas em Aracaju, nunca se queimou tanto boneco representando pessoas “traidoras”, como nos últimos dias. Isso por conta das várias categorias de servidores públicos municipais, em greve por melhores salários e condições de trabalho.  Com essa prática, outra categoria está redobrando os trabalhos: a dos bombeiros.  Eles ficam nas proximidades das manifestações para dar socorro caso haja algum princípio de incêndio.

De acordo com o tenente João Adauto, em Aracaju, a prática vem sendo intensificada o que vem deixando toda a corporação em alerta.  “Quando somos informados de que haverá queima

de Judas, nos deslocamos para fazer a prevenção. As pessoas geralmente solicitam a ajuda dos bombeiros nesses casos”, explica.

Soldados acompanham a queima dos bonecos feita por médicos
Ele faz um alerta às pessoas que costumam ‘brincar’ de Judas.  “Alguns cuidados devem ser tomados principalmente com a fiação elétrica. Os bonecos devem ser afixados em locais seguros. Muitos deles ficam em madeiras frágeis, que costumam desabar com as chamas, podendo queimar as pessoas que estão ao redor”, alerta ressaltando que no Quartel dos Bombeiros, os serviços são normais neste feriadão.

Bonecos expostos

Na av. Melício Machado, nas proximidades do Mosqueiro, vários bonecos geralmente feitos de palha e de espumas, estão sendo comercializados.  Eles ficam ao longo da avenida, o que vem atraindo não somente a

Alguns cuidados devem ser tomados
população que mantém a tradição da queima de Judas, como servidores públicos em greve. Os bonecos custam em média, R$ 50, já com as roupas e os sapatos.

Por Aldaci de Souza

 

 

 

 

 

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais