Relações pública da PM nega briga entre policial

0
(Foto: Arquivo Infonet)

O relações públicas da Polícia Militar do Estado de Sergipe, o tenente-coronel Paulo César Paiva, desmentiu na manhã desta segunda-feira, 6, que Policiais Militares teriam se envolvido em uma briga durante uma festa no município de Siriri e que um deles teria sido alvejado.

Boatos que circularam nas redes sociais davam conta de que dois PMs haviam se desentendido e trocado tiros. Um deles teria saído ferido e removido em estado grave de saúde para o Hospital de Urgência de Sergipe (Huse). O desentendimento teria ocorrido por conta de um som auto denominado “paredão”.

De acordo com o tenente-coronel Paulo Paiva, o que houve foi um desentendimento entre um homem, até o momento não identificado, e um grupo de pessoas que participavam de uma festa. “Esse cidadão não identificado se desentendeu com esse grupo por conta da cabacinha. Esse homem arrumou esse problema e em função dessa briga, ele fez um disparo de arma de fogo”, conta.

Ainda de acordo com o coronel Paiva, o disparo acertou a região do tórax do assessor jurídico Sandro Santana que foi encaminhado ao Huse. “Sandro não tinha nada haver com a discussão. O capitão Jorge Sirilo foi até o hospital e o estado dele era estável. O elemento evadiu-se do local e não há nenhum indício de que ele seja policial militar”, afirma o relações públicas.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais