Rodoviários ameaçam cruzar os braços a partir das 19h

0

Motoristas e Cobradores assustados, já não querem trabalhar à noite (Foto: Arquivo Portal Infonet)

Motoristas e cobradores de ônibus podem cruzar os braços a qualquer momento na capital sergipana e municípios de Nossa Senhora do Socorro, São Cristóvão e Barra dos Coqueiros [Grande Aracaju], por conta do aumento do número de assaltos a ônibus. Para se ter uma idéia, somente nos dois dias de 2014 foram registrados 10 assaltos, sendo um com agressão física no conjunto Fernando Collor. A Secretaria de Segurança Pública de Sergipe [Sintra] garante estar intensificando o policiamento.

“A qualquer momento nós vamos parar as atividades a partir das 19h porque o número de assaltos a ônibus só está crescendo. Nos dois dias deste ano já foram registrados 10 assaltos, sendo seis em 1º de janeiro e quatro nesta quinta-feira, 2, seguidos de agressão física no terceiro ponto do Fernando Collor. O bandido entrou no ônibus, anunciou o assalto, colocou a arma na cabeça do motorista e ainda deus uns tapas”, lamenta o presidente do Sindicato dos Rodoviários de Sergipe, Miguel Belarmino.

Belarmino: "É preciso que a polícia faça baculejos"

O sindicalista informou que foram registrados 330 assaltos em 2012 e 800 assaltos ano passado, num aumento de 140% nas ocorrências. “Nós tivemos reunião com a cúpula da SSP e tudo que foi colocado no papel não foi colocado em prática, a exemplo dos ‘baculejos’, ações conjuntas com a Guarda Municipal e análise de filmagens das câmeras de segurança entregues pelas empresas”, destaca.

Miguel Belarmino ressaltou ainda que muitos cobradores e motoristas não querem mais trabalhar no período noturno. “Só que se as empresas colocarem todos pelo dia, os ônibus não podem rodar à noite. Vamos parar não só pelo bem dos motoristas e cobradores, mas dos usuários que estão com medo de pegar coletivos no período noturno”, destaca.

Providências

Reunião entre cúpula da SSP, rodoviários e representantes das empresas

A assessoria de Comunicação da Secretaria de Segurança Pública de Sergipe garantiu que o que foi discutido em reuniões com o Sintra.

“Os dados estatísticos da SSP relativos a crimes de assaltos à ônibus em todo o Estado no ano de 2013 ainda não foram fechados. Apesar disso, os números devem chegar a cerca de 800 casos em todo o Estado, inclusive relativo a Grande Aracaju. Os números passados pelo Sintra diz respeito somente ao interior do Estado e não são oficiais da SSP.

A SSP vem intensificando o trabalho de policiamento ostensivo em pontos mais críticos onde há uma maior mancha criminal, ou seja, onde há mais registros de crimes. A Polícia Militar vem apoiando o trabalho da Polícia Rodoviária Federal (PRF), responsável pelo policiamento ostensivo nas rodovias federais que cortam Sergipe. A Polícia civil vem colhendo informações sobre os crimes para investigar e se chegar aos autores.

É importante registrar que em 2013 as polícias Civil e Militar realizaram cerca de 30 prisões de pessoas envolvidas com assaltos à ônibus. No mesmo período foram apreendidos 20 menores por ato infracional relativo a roubo à ônibus”, enfatiza por meio de nota.

Por Aldaci de Souza

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais