Rodovias de Monte Alegre e Porto da Folha recebem camada asfáltica

Intervenção está 40% executada e quando concluída facilitará o escoamento da produção agrícola e pecuária no território (Foto: Sedurbs)

A cada dia, as Rodovias SE-200, SE-317 e SE-230, que ligam os municípios de Monte Alegre de Sergipe e Porto da Folha, no Território do Alto Sertão Sergipano, estão mudando para melhor e, muito em breve, trarão mais segurança e tranquilidade a todos que por elas trafegam, além de facilitar o escoamento da produção agrícola e pecuária, ampliando assim o desenvolvimento socioeconômico.

Inseridos no Pró-Rodovias, um dos eixos do programa Avança Sergipe, que tem como finalidade recuperar a economia sergipana reestruturando 441,5 km da malha viária estadual, dos 41,3 quilômetros que compõem as três rodovias entre as duas sedes municipais no Alto Sertão, 20 deles já receberam imprimação e a primeira camada asfáltica.

A obra, que é executada pelo Governo de Sergipe, por meio da Secretaria de Estado do Desenvolvimento e Sustentabilidade (Sedurbs) e o Departamento Estadual de Infraestrutura Rodoviária de Sergipe (DER), recebe investimentos de R$ 20.028.702,81, e, quando concluída, vai melhorar consideravelmente o acesso aos diversos povoados dois municípios, bem como os seus circunvizinhos.

Os serviços

De acordo com o diretor-presidente do DER, Anderson das Neves Nascimento, apesar de algumas intempéries, as ações prosseguem satisfatoriamente. “Mesmo com a diminuição no ritmo das atividades, em razão das chuvas ocorridas acima da média, tornando inviável a execução de alguns trabalhos no solo, dos 41,3 Km das rodovias, já fizemos a reciclagem em 36 deles”, explica.

O diretor-presidente esclarece que obras já estão 40% executadas e, não ocorrendo nenhum imprevisto, provavelmente entre o final de setembro e inicío de outubro deste ano, estarão concluídas. Segundo ele, outras atividades também já estão sendo realizadas na intervenção. “Executamos a imprimação e aplicamos a camada asfáltica em 20 km, – praticamente metade de todo o trecho -, e, atualmente 30 profissionais estão trabalhando na realização das camada de base e a reciclagem dos 5,3 km restantes, sendo que posteriormente daremos a continuidade à imprimação e aplicação da camada asfáltica nos trechos subsequentes”, conclui.

Fonte: ASN

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais