Santa Lúcia: segundo envolvido em tentativa de latrocínio se entrega

0
Daniel se entregou durante a manhã desta sexta-feira, 15, no Fórum Gumercindo Bessa.(Foto: SSP)

Policiais civis do Centro de Operações Policiais Especiais (Cope) e do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) chegaram até José Daniel Ribeiro dos Santos, de 19 anos, o segundo envolvido em uma tentativa de latrocínio no bairro Santa Lúcia, na última terça-feira, 12. Ele se entregou durante a manhã desta sexta-feira, 15, no Fórum Gumercindo Bessa.

 

De acordo com as informações, o crime foi praticado por dois homens que estavam em uma motocicleta e tentaram assaltar uma pessoa. Instantes após a abordagem da dupla, um dos acusados atirou em direção a vítima, que não chegou a ser atingida. A ação criminosa aconteceu na porta de uma academia. As imagens foram captadas por uma câmera de segurança.

No mesmo dia do crime, ambos foram identificados a partir das imagens e um dos envolvidos, Deison Santos de Jesus, foi preso. As buscas seguiram para chegar até o primo do primeiro acusado, José Daniel. Durante esta sexta-feira, ele se entregou n

o fórum, onde uma equipe do DHPP estava presente. Ele foi identificado como o piloto da motocicleta e dono da arma utilizada na ação criminosa.

Primeira prisão

O dono do estabelecimento comercial repassou para a polícia as imagens das câmeras de segurança, que possibilitaram a identificação dos acusados e do veículo. “O proprietário nos passou a placa da moto que aparece nas câmeras de segurança. Então,nós fizemos as pesquisas da placa e descobrimos o nome do dono da moto e o seu endereço“, explicou o delegado Dernival Eloi, do Cope.

As equipes iniciaram buscas e chegaram até a localização indicada como Invasão do Barreiro, no bairro Rosa Elze, em São Cristóvão. No local, avistaram a motocicleta utilizada na ação criminosa. Durante a abordagem, os agentes identificaram Deison Santos de Jesus, que havia acabado de sair da Unidade Socioeducativa de Internação Provisória (Usip), onde cumpriu pena por roubo de celular.

Ao ser questionado sobre a tentativa de latrocínio ocorrida pela manhã e sobre a localização da arma utilizada no crime, Deison negou toda a ação. Porém, a equipe, ao entrar na residência do suspeito, encontrou um capacete e uma camisa idênticos aos que foram utilizados no crime, confirmando assim a participação de Deison na tentativa de latrocínio.

Fonte: SSP

Comentários