SE e AL assinam convênio para melhorias no baixo São Francisco

0

Uma iniciativa que visa integrar ações dos governos de Sergipe e Alagoas, criando um consórcio para implantação de infra-estrutura turística que possibilite a exploração sustentável de toda a beleza natural da região foz do rio São Francisco. Esta é a idéia que norteia as ações de um grande evento que será realizado nesta quarta-feira, 12, simultaneamente na cidade sergipana de Neópolis e na cidade alagoana de Penedo, reunindo os governadores de Sergipe, Marcelo Déda, e de Alagoas, Teotônio Vilela Filho.

A iniciativa foi discutida preliminarmente durante o Encontro de Governadores realizado na Maranhão, no início de outubro, quando os dois governadores propuseram a análise mais aprofundada da questão. A ação conjunta visa potencializar um plano de investimentos de infra-estrutura no litoral Sul de Alagoas e no Norte de Sergipe. A intenção é atrair recursos do Governo Federal e sincronizar investimentos dos dois estados criando um novo destino turístico. Um dos pontos que será debatido é a construção de uma ponte entre os dois estados, favorecendo a integração litorânea da área de maior interesse turístico, além de criar um eixo rodoviário que percorrerá todo o Nordeste pelo litoral.

Os governadores assinarão, no ato, um protocolo de intenções que dentre outras medidas, instituirá grupos de trabalho que terão a atribuição de elaborar e apresentar o Plano Integrado de Desenvolvimento Sustentável da Região do Baixo São Francisco, a partir do conhecimento da realidade local, por meio de um processo participativo que definirá as prioridades, adequando aos recursos, potencialidades e necessidades da região.

Metas

Além do desenvolvimento do turismo de forma integrada e sustentável, as metas envolvem o desenvolvimento da atividade agrícola, enfocando potencialidades da região, tais como rizicultura, fruticultura e pesca. Além de um trabalho de resgate e desenvolvimento artístico e cultural.

A construção do um aeroporto na região próxima à Hidrelétrica de Xingó também é uma meta a ser trabalhada em médio prazo, consolidando a estrutura que, aliada às belezas naturais presentes na região, certamente trará um futuro promissor para a consolidação da atividade turística e elevação do patamar sócio-econômico dos municípios envolvidos. 

Fonte: ASN

Comentários