Sedhuc não é acionada por taxista, mas está a disposição

0
Antônio Bittencourt: "Ele sofreu algum tipo de ameaças?"

A Secretaria de Estado de Direitos Humanos e da Cidadania (Sedhuc), se colocou a disposição do taxista Roberto Basílio Cabral. Ele garante ter sido abordado pelo enteado [Ítalo Bruno Araújo Fonseca], do secretário de Segurança Pública de Sergipe, João Eloy na madrugada deste domingo, 25.

Indagado pelo Portal Infonet se a Sedhuc poderá sair em defesa do taxista Roberto Basílio, o secretário Antônio Bittencourt foi enfático ao lembrar que muitas vezes a Secretaria de Direitos Humanos age de encontro aos outros órgãos estaduais.

“Nós não fomos procurados pelo taxista. Ele sofreu algum tipo de ameaças? Em havendo isso, ele pode sim procurar a Sedhuc para que possamos ouvi-lo, saber o que aconteceu e em seguida, verificar o que pode ser feito para garantir a segurança e cidadania, assim como vem fazendo com todas as pessoas que buscam a nossa ajuda”, destaca o secretário Antônio Bittencourt.

O taxista Roberto Basílio Cabral reconheceu Ítalo Bruno Araújo Fonseca, enteado do secretário João Eloy, como o homem que apontou armamento pesado e anunciou o assalto exigindo dinheiro na madrugada do domingo, 25, no bairro Coroa do Meio. “Nem sabia quem ele era, mas deu para reconhecer como um dos assaltantes”, destaca.

Por Aldaci de Souza      

Comentários