Seides contrata pesquisadores para análise da juventude

0
Projeto representa um investimento de cerca de R$ 2,2 milhões (Foto: Edinah Mary)

Assegurar o direito à assistência social e ao desenvolvimento humano no Estado de Sergipe beneficiando, principalmente, à população que se encontra em situação de extrema pobreza e aos cidadãos mais expostos à situação de vulnerabilidade. É esse o objetivo principal do PRODOC 2014, que, coordenado pelo Governo do Estado, é um Projeto de Cooperação Técnica entre o Governo Brasileiro e a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco). Com o intuito de dar prosseguimento ao andamento do cronograma das atividades, a Secretaria de Estado da Inclusão, Assistência e do Desenvolvimento Social (Seides), realizou, na manhã desta quarta-feira, 21, a assinatura do contrato com os pesquisadores selecionados Antônio Marinho e Marlizete Vargas, que atuarão como consultores no edital Nº 01/2014, cujo eixo de trabalho é direcionado para a juventude.

Intitulado ‘Inclusão Social para a promoção do desenvolvimento humano no Estado de Sergipe’, o projeto inclui o desenvolvimento de trabalho de pesquisa e de metodologias em seis grandes eixos: abuso e exploração sexual; terceiro setor; enfrentamento às drogas; políticas públicas para juventude e pessoas com deficiência.

Iniciado em junho de 2013, o PRODOC tem uma duração total prevista de 24 meses, e representa um investimento de cerca de R$ 2,2 milhões de recursos do Fundo Estadual de Combate à Pobreza para a qualificação das ações e mapeamentos nessas áreas.

“Estamos trabalhando para desenvolver metodologias, estratégias e ações, com a idéia de que, por meio do PRODOC, o Governo do Estado alcance resultados nas áreas de produção de pesquisa quantitativa e qualitativa, coleta de dados, mensuração, e mapeamento. A partir dessa primeira etapa, é que poderemos avançar na identificação e criação do perfil das pessoas com deficiência, crianças e adolescentes vítimas de exploração e abuso sexual, pessoas em situação de vulnerabilidade pelo uso abusivo de substâncias psicoativas (drogas) existentes no Estado; além das organizações não governamentais desenvolvedoras de ações voltadas à assistência desses grupos prioritários do Prodoc”, destacou a coordenadora técnica de Projetos da Seides, Fernanda Hardman.

Ainda de acordo a coordenadora, a iniciativa surgiu com a finalidade de o Estado construir e disponibilizar um banco de dados detalhado sobre temas de extrema relevância para o desenvolvimento social em Sergipe. Nesse contexto, o intuito é que não só os gestores públicos, mas também estudiosos, profissionais atuantes nas áreas temáticas acima elencadas e a sociedade civil em geral possam ter acesso a informações que contribuam significativamente na construção, implementação e contínua melhoria da execução de políticas públicas de modo contextualizado.

Pesquisadores selecionados

O economista e mestre em planejamento municipal Antônio Marinho, que atua como pesquisador há quase quatro décadas, foi um dos consultores selecionados pela Seides para atuar na execução das atividades do edital relacionado à juventude e afirma estar bastante empolgado para contribuir com a execução do Prodoc. “Essa proposta do projeto veio, para mim, em um momento muito interessante, no tocante à aplicação das políticas públicas na área da assistência social de Sergipe. Ainda mais tendo como público-alvo de trabalho os jovens, eixo que merece uma atenção ainda mais especial por serem os maiores responsáveis pelo desenvolvimento e pelo futuro do nosso país. Esse foi um dos aspectos da pesquisa que mais chamou minha atenção, pois os jovens estão em uma posição de destaque no que concerne à existência de um canal para o investimento sergipano e brasileiro, seja no campo financeiro ou científico”, ressaltou.

Para Marlizete Vargas, doutora em psicologia, pós-doutora em saúde coletiva e pesquisadora há mais de cinco anos, também demonstrou entusiasmo com a nova atividade. “Estou me sentindo bastante realizada. Como atuo na execução de pesquisas há alguns anos, posso afirmar com segurança que essa área tem recebido, cada vez mais, atenção e investimento por parte dos Governos Estadual e Federal, proporcionando, assim, maior qualidade e eficiência no crescimento de Sergipe, do país e até da América Latina”, comemorou.

Fonte: Seides

Comentários