Sem greve: Sindat vai continuar negociando com a Sefaz

0

Prédio da Sefaz
Os auditores técnicos II, ligados ao Sindicato dos Auditores Tributários  do Estado de Sergipe (Sindat) decidiram que não vão entrar em greve, preferindo continuar o processo de negociação com o secretário da Fazenda, João Andrade.

“Nós já tivemos uma reunião com o secretário e temos uma nova rodada de negociação marcada para o próximo dia 1º de dezembro”, disse o auditor Gilson Avelino dos Santos, que é um dos dirigentes da entidade, ressaltando que o Sindat vai preferir seguir o processo normal de conversação.

Na próxima reunião, a Secretaria da Fazenda – a pedido do próprio Sindat – ficou de apresentar um cronograma para o atendimento dos ajustes institucionais pendentes, “de modo a superar inclusive as distorções que prejudicam os auditores aposentados”. “Embora a greve seja um instrumento democrático e constitucional, só usamos este expediente no último caso, quando todas as outras vias e recursos estão esgotados”, afirmou Avelino.

Ele condenou a postura de alguns administradores que no seu entendimento “usurpam direitos e provocam a instabilidade da Secretaria da Fazenda”. Gilson disse que o Sindat segue essa premissa por dois motivos: “porque somos responsáveis pela arrecadação do Estado e estamos em negociação; e também por respeitar o processo de recuperação do governador Marcelo Deda”.

Os dirigentes do Sindat disseram ter “a compreensão de que o governador interino, Belivaldo chagas, por ética e coerência, não decidirá questões dessa ordem”.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais