Sem salário há três meses, servidores de Carmópolis fazem novo ato

0
Há um mês funcionários fizerem um protesto e deflagram uma greve (Foto: Enviada pelo Sindicato dos Servidores do Município)

Servidores do município de Carmópolis fizeram um novo ato na manhã desta quarta-feira, 2, em frente a Câmara de Vereadores da cidade. Segundo o coordenador do Sindicato dos Servidores Púbicos Municipais de Carmópolis, Rogério Santiago, os salários permanecem em atraso há três meses. Em contrapartida, a Câmara de Vereadores aprovou um reajuste salarial para o secretariado, prefeito e vice, a partir do ano que vem.

“Estamos nessa situação há três meses. É muito difícil conviver com esse caos”, afirma Rogério. Ainda segundo ele, mesmo diante dessa situação, os vereadores do município não pensaram duas vezes antes de aprovar um reajuste salarial. “Tem servidor que ainda nem recebeu o décimo terceiro salário, que geralmente é pago do mês de junho aqui no município”, afirma.

Diante dessa situação, ele afirma que boa parte da categoria ainda está em greve. “Começamos a greve no início de agosto. Muitos ainda permanecem com as atividades paralisadas. Naquela época ,a prefeitura disse que iria pagar no dia 10 de agosto, mas não pagou. Adiaram para o dia 10 de setembro. Tem um monte de gente sem esperança de receber”, lamenta.

Prefeitura 

A Prefeitura Municipal de Carmópolis informou que a cidade começou a passar por uma nova gestão desde o dia 20 de agosto após o afastamento do antigo prefeito, alvo de uma operação da Polícia Federal. “Desde que assumimos, o prefeito interino José Augusto dos Santos está fazendo uma reestruturação financeira no município para honrar com os salários dos servidores”, afirma a Secretaria de Comunicação.

Ainda segundo a pasta, a administração municipal trabalha com o dia 10 de setembro para efetuar o pagamento dos salários em atraso. “Estamos empenhados em resolver essa questão. Mas é bom salientar que não é fruto da nossa gestão. É herança da gestão passada. Assim como esse reajuste aprovado pela Câmara de Vereadores. O projeto foi enviado ao plenário pelo outro gestor. O atual prefeito apenas sancionou”, enfatiza a pasta de comunicação.

por João Paulo Schneider  e Verlane Estácio

Comentários