Sergipe pode receber recurso para revitalizar Rio Sergipe

0

Sergipe pode receber US$ 117,125 milhões do BID
Em breve Sergipe pode receber US$ 117,125 milhões para ser investidos na revitalização da Bacia Hidrográfica do Rio Sergipe. O anúncio foi feito pelo secretário do Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Genival Nunes, na manhã desta segunda-feira, 22, em evento comemorativo ao Dia Mundial da Água.

Com o tema “Vamos cuidas das águas de Sergipe”, a abertura da Semana da Água  aconteceu no auditório da Companhia de Desenvolvimento Industrial e de Recursos Minerais de Sergipe (CODISE) com a proposta de mobilizar e informar os vários segmentos da sociedade sobre a importância do tema.

Para isso, palestras, seminários, mesas redondas e outras atividades fazem parte da programação do evento que acontece até a próxima sexta-feira, 26, não apenas em Aracaju, mas em outras cidades do Estado.

Genival Nunes, secretário de Meio Ambiente
Segundo o secretário do Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Genival Nunes, entre os maiores problemas em Sergipe está a questão do esgotamento sanitário dos municípios que margeiam o rio Sergipe. “Temos que proteger toda a bacia do rio. Nossos rios precisam ser preservados em sua origem, na nascente. Para isso, nós temos políticas de preservação dos mananciais e de educação ambiental”, disse.

Genival citou a aprovação do programa “Águas de Sergipe” que propõe a revitalização da bacia hidrográfica do Rio Sergipe que banha 26 cidades do Estado. “Com a aprovação do programa, Sergipe chega cada vez mais perto da aquisição de empréstimo no valor de US$ 117.125 milhões pelo Banco Mundial”, informou.

“O programa envolverá ações de desenvolvimento funcional, de abastecimento de água, saneamento, irrigação, desenvolvimento sanitário, recuperação de áreas degradadas, educação ambiental, drenagem urbana e resíduos sólidos. “Tudo isso irá se remeter a um imensurável ato, que é a revitalização da Bacia Hidrográfica do Rio Sergipe”, comemora Genival.

Mudança

Pesquisadora alerta para os perigos do aquecimento global
De acordo com a pesquisadora do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), Viviane Algarve, as mudanças climáticas impactam diretamente nas bacias locais.  “Existem vários tipos de mudanças que a gente vai percebendo aos poucos. Nos últimos 14 anos a temperatura vem aumentando, fenômenos estranhos têm acontecido com várias conseqüências. Na região Sul, por exemplo, tem chovido mais, aqui no nordeste principalmente no sertão, a estiagem tem sido mais longa”, comentou.

Para o coordenador da Frente em Desfesa das Águas e Rios de Sergipe, Osmário Santos, é fundamental a discussão da escassez de água no Estado. “Essa semana tem o seu valor, porque se comemora em cima de um debate de educação ambiental discutindo o problema da água que abastece nosso Estado. É muito importante voltar a atenção para as novas gerações, pois são eles que vão tomar conta do meio ambiente mais tarde”, falou.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais