Servidores do Detran mantêm greve

0
Servidores do Detran afirmam que greve é por tempo indeterminado (Fotos: Portal Infonet)

Servidores do Departamento Estadual de Trânsito (Detran), reunidos na manhã desta segunda-feira, 16, em frente ao órgão afirmaram que a greve será por tempo indeterminado. De acordo com o sindicato da categoria, Sindetran, oficialmente não foi recebida a documentação que impede a greve. O fato foi noticiado pelo Portal Infonet no último domingo, 15.

De acordo com o assessor de comunicação do Sindetran, Túlyo Márcio, o sindicato representa os trabalhadores do Detran que estão lutando por melhores salários. Túlyo lembra que mesmo após a notificação, será realizada uma assembléia para que a categoria decida pela permanência ou suspensão da greve.

“Na ação o Detran diz que o sindicato não tem legitimidade, mas temos a adesão dos servidores de seis municípios sergipanos que estão vindo para Aracaju participar da mobilização”, afirma o assessor de comunicação, que se refere aos municípios de Estância, Carmopólis, Itabaiana, Lagarto, Propriá e

Servidores estão insatisfeitos com os salários

Nossa Senhora da Glória.

O presidente do sindicato diz que ficou surpreso com a notícia da liminar. “Ficamos surpresos com essa notícia, o sindicato é livre e independente. O nosso compromisso é com os servidores que recebem R$400. Um salário que sabemos que pode ser muito maior” lembra Clebson Pinto.

O presidente da CUT/SE, Rubens Marques, o Dudu, fez duras críticas a liminar expedida, segundo ele a carta sindical pedida na ação foi um instrumento utilizado na década de 30 para tentar enfraquecer os sindicatos. “A CUT repudia a atitude do tribunal de Justiça que mesmo antes decreta a ilegalidade da greve. A carta sindical foi um instrumento criado pela ditadura para tirar a liberdade sindical, onde atrelava o movimento sindical ao Estado. Quem

Dudu da CUT critica a ilegalidade da greve

tem que legitimar o sindicato é a sua base”, observa.

De acordo com o assessor de comunicação do Detran, Acival Gomes, o departamento continua atendendo normalmente a população. O assessor ressaltou que a direção continua de portas abertas para negociar com a categoria.

Por Kátia Susanna  

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais