Servidores pedem audiência com secretário de finanças

0
Servidores fazem mais um ato na Seplag (Foto: Portal Infonet)

Servidores do estado iniciaram a semana com mais um ato de protesto pela aprovação do Plano de Cargos, Carreira e Remunerações (PCCR). Os servidores ocuparam o gabinete do Secretário do Estado do Planejamento, Orçamento e Gestão, Jeferson Passos, para tentar uma reunião. Sem sucesso, os servidores continuaram nas dependências da Secretaria de Estado do Planejamento, Orçamento e Gestão (Seplag), como forma de protesto.

De acordo o presidente do Sintrase, Valdir Rodrigues, há seis anos o PCCR vem sendo discutido, sem avanços nas negociações. Segundo ele, o secretário teria prometido numa reunião para discutir as negociações, mas ele não teria aparecido. “O secretário disse que nos atenderia hoje, dia 20, mas nem aqui ele está. Por isso estamos aqui para chamar atenção e mostrar que a luta não vai parar enquanto o PCCR for levado a sério”, garantiu.

Seplag

A assessoria de comunicação da Seplag informou que o secretário não teria agendado qualquer reunião para está segunda-feira com o Sindicato. Contudo, garante o secretario irá definir uma data com o sindicato para continuar o diálogo.

Mais um ato

Na próxima quarta-feira, 22, os servidores farão uma caminhada, que sairá da Praça da Bandeira, a partir das 8h. “Essa será uma grande caminhada. Não vamos cair no esquecimento”, disse Valdir.

Greve

A categoria entrou em greve no último dia 13 de maio.  Os servidores pedem a aprovação de um Plano de Cargos, Carreira e Remunerações (PCCR) que regulamente as funções e salários dos funcionários públicos. De acordo com o presidente do Sintrase, Waldir Rodrigues, desde 2010 a categoria vem aguardando a aprovação do PCCR.  “São cerca de 15 mil servidores na base do Sintrase que recebem salários que vão de R$ 622 a R$ 821 reais. Até o momento não houve a aprovação do PCCR em benefício dos servidores”, informa.

Fonte: Eliene Andrade

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais