Ses diz que não houve correlação entre mortes de bebês

0

Um total de sete bebês prematuros, internados na UTI Neonatal, da Maternidade Hildete Falcão Baptista, faleceram recentemente. A Secretaria de Estado da Saúde – Ses – solicitou a vinda de uma equipe do Ministério da Saúde para fazer a investigação e verificar a causa das mortes. De acordo com a secretária adjunta da Secretaria da Saúde, Maria José Evangelista, não houve nenhuma correlação entre as mortes, mas uma fatalidade. “Como todos acompanharam ontem, na coletiva destinada à imprensa, o atendimento da maternidade não teve influência nos casos”, disse Maria. “Não houve infecção hospitalar, como temíamos; não houve negligência na assistência e nenhuma relação entre um óbito e outro. O que aconteceu é que todas essas crianças eram extremamente prematuras; duas das mães não fizeram assistência pré-natal; um dos bebês teve sífilis congênita; outro foi gêmeo e ambos eram extremamente pequenos”, explicou a secretária. MS continua investigando morte de bebês

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais