Sindicalistas e secretário não chegam a um acordo

0

Secretários e representantes do governo recebem sindicalistas 
A reunião entre os representantes dos sindicatos de diversas áreas e o secretário de Estado da Fazenda (Sefaz), Nilson Lima, para negociar o percentual de reajuste salarial anunciado pelo governo e o pagamento do Fundo de Assistência ao Servidor Público (Funaserp) não teve grandes avanços.

 

Estiveram presentes ao encontro que aconteceu no fim da manhã de hoje, 11, o Sindicato do Fisco (Sindifisco), Sindicato da Polícia Civil (Sinpol), Sindicato dos Trabalhadores dos Serviços Públicos do Estado de Sergipe (Sintrase), Sindicato dos Médicos  (Sindimed), Sindicato dos Servidores do Poder Judiciário no Estado de Sergipe(Sindiserj), Sindicato dos Trabalhadores na Área da Saúde do Estado de Sergipe (Sintasa), Sindicato das Enfermeiras do Estado de Sergipe (Seese) e Sindicato dos Trabalhadores em Educação Básica da Rede Oficial do Estado de Sergipe (Sintese).

 

“A contraproposta do governo foi de pagar o Funaserp em três anos e não avançamos em nada a questão do aumento dos servidores”, comenta o presidente do Sindicato dos Trabalhadores na Área da Saúde do Estado de Sergipe (Sintasa), Augusto Couto, acrescentando que os sindicatos estarão fazendo assembléias com suas categorias na próxima semana para apreciar a contraproposta do pagamento do Fundo e decidir quais serão os próximos encaminhamentos.

 

Diversas categorias compareceram ao encontro
De acordo com Nilson Lima a contraproposta contemplará 18 mil servidores no mês de junho. “Aqueles que aderiram ou não à restituição parcial do fundo e tem a receber até R$500 irão ser pagos no próximo mês”, explica.

 

Contraproposta

Ele informou que aqueles que não aderiram à restituição parcial do fundo no exercício de 2006 e têm até R$500 para receber irão ser restituídos no próximo mês (junho), mas acima deste valor o governo irá dividir o pagamento em duas parcelas: a primeira para outubro de 2007 e a segunda em junho de 2008.

 

E os servidores que aderiram à restituição parcial do fundo no exercício de 2006 e têm até R$500 para receber também serão restituídos no próximo mês (junho). Mas, se aderiram à restituição e o valor a receber é de R$501 a R$800 o pagamento sai em junho de 2007, de R$ 801 a R$1 mil irão receber em outubro de 2008 e acima de R$1mil será pago em junho de 2009.

 

Reajuste

Quanto à possibilidade de aumento do percentual de reajuste salarial dos servidores, o secretário Nilson Lima voltou a informar que não é possível. “Com a receita corrente líquida que temos e a despesa de pessoal este é o percentual que podemos dar para atender a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) e não ultrapassar o limite prudencial”, explica. 

Comentários