Sindifisco é multado em R$5 mil por dia

0

Cantidiano Novaes, presidente do Sindifisco
O Sindicato dos Auditores Fiscais de Sergipe (Sindifisco) foi multado em R$5 mil reais por dia, após a greve deflagrada no último dia 28 ter sido considerada ilegal. O sindicato pretende recorrer da decisão no Tribunal de Justiça, mostrando os motivos da greve e as reivindicações. Nesta quarta, 5, a classe foi á Assembléia Legislativa para fazer um pronunciamento, no entanto a fala foi adiada para segunda-feira, 13.

A notícia da decisão do Judiciário sobre a multa deixou os dirigentes do Sindifisco receosos. “É uma decisão que muito nos preocupa, estamos analisando com precaução, porque o sindicato não tem condições de pagar. Estaremos apresentando ao judiciário nossas explicações, os motivos que fizessem com que a categoria parasse as atividades. Iremos tentar sensibilizar o judiciário, mostrar que o nosso movimento tem um motivo justo e legal”, disse Cantidiano Novaes Dantas, presidente do Sindifisco.

Auditores Fiscais foram à Assembléia Legislativa, mas pronunciamento só será feito na segunda-feira, 13
A agenda de greve dos auditores inclui uma série de visitas à Assembléia Legislativa, afim de conseguir o apoio dos deputados estaduais.

Nas negociações com o Governo Estadual os auditores sentem que podem chegar a uma solução para greve. “Há um desejo do governo de resolver a questão apesar de que os pontos abordados pelo Secretário da Fazenda não tiveram avanço”, explica Cantidiano. A classe pede o pagamento de horas-extras e adicional noturno, reenquadramento dos aposentados e a volta do pagamento de 100% da produtividade variável.

Por Ben-Hur Correia e Carla Sousa

Comentários