Sintra: corujões permanecerão sem circulação em Aracaju

0

'Corujões' foram paralisados no último dia 23  (Fotos: Arquivo/Portal Infonet)

A desarticulação das três linhas de ônibus que circulam em Aracaju entre às 0h e 4h, os chamados ‘corujões’, completa cinco dias nesta terça-feira, 28. Segundo o presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Transporte Rodoviário de Aracaju (Sintra), Miguel Belarmino, a falta de policiamento para garantir a segurança de motoristas e cobradores é o principal motivo da paralisação.

“A interrupção dos serviços realizados pelos ‘corujões’ será por tempo indeterminado e, caso não haja garantias de policiamento, será estendida às demais linhas que totalizam 500 ônibus circulantes em Aracaju e na Grande Aracaju”, garante Belarmino.

Segundo o presidente do Sintra, uma reunião com o secretário de Segurança Pública, João Eloy de Menezes, foi realizada na última sexta-feira, 24, a qual definiu um sistema de policiamento específico para o Pre-Caju, e que o mesmo seria mantido.

Miguel Belarmino diz que paralisação pode estender demais linhas de ônibus

“Porém, isso não aconteceu na prática, daí a paralisação dos ‘corujões durante a prévia, a qual foi mantida até o momento e será até que providências sejam tomadas’”, explicou Miguel.  

SMTT

De acordo com o diretor de transportes públicos da Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (SMTT), coronel Péricles Menezes, o órgão não pode interferir na ação que é de responsabilidade da Secretaria de Segurança Pública (SSP/SE).

“Nosso papel é elaborar escalas e das empresas, enviar os ônibus. A segurança dos profissionais do volante, por sua vez, e algo solicitado pelo Sintra, o que vai acontecer até que a SSP providencie a escolta solicitada pelos sindicalistas e trabalhadores”,  explicou coronel Péricles.

PM/SE

Tenente-coronel Paiva garante que não há como viabilizar escolta para todos os ônibus

Segundo o assessor de comunicação da Polícia Militar de Sergipe (PM/SE), o tenente-coronel Paulo Paiva, a escolta solicitada pelo Sintra não pode ser viabilizada pela corporação.

“Não há como providenciar escolta para atender todas as linhas de ônibus que circulam em Aracaju e Grande Aracaju. No que diz respeito, especificamente, aos ‘corujões’, é possível que haja alteração especial no sistema de segurança, mas ainda não fui informado sobre essa ação”, garantiu Paiva.

Por Nubia Santana

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais