Sintrase: Servidores Públicos realizam o Forró da Greve

0

Um trio pé-de-serra animou os servidores (Fotos: Portal Infonet)

A greve dos servidores públicos do Estado continua. Há 17 dias em greve, a categoria reivindica a aprovação de um Plano de Cargos, Carreira e Remunerações (PCCR) que regulamente as funções e salários dos funcionários públicos do estado.

Nesta quarta-feira, dia 29, os servidores voltaram a ocupar o pátio da Secretaria de Planejamento (Seplag) para realizar o “Forró da Greve”. Na oportunidade, o ato foi animado pelo “Trio de Forró Cariri”. Durante a manifestação, os servidores apresentaram a quadrilha junina “Sofredores de Jesus” e o “Xote dos Desaparecidos” em alusão a um grupo de secretariado, que segundo a categoria, não aparece para discutir a problemática dos servidores da “Raia Miúda”.

De acordo com o secretário-geral do Sintrase, Diego Araujo, a categoria aguarda um posicionamento do governo. “Esse é um movimento dos servidores que ganham menos de um salário mínimo e é um protesto pelo plano de carreira e melhores condições de trabalho para todos. Hoje o servidor de inicio de carreira ganha R$ 622 reais e quando se aposenta, ou seja, trinta anos depois, passa a ganhar R$ 650. A nossa situação é essa. Queremos que o governo dialogue com a gente, pois desde o final de janeiro ninguém se reúne e com a categoria”, conta.

Servidores na porta da Seplag

Trabalhadores ocuparam o pátio da Seplag para dançar a Quadrilha Sofredores de Jesus

A categoria aguarda que na próxima sexta-feira, 31, haja uma reunião entre o secretariado do governo com o objetivo de discutir a situação da greve no serviço público.

Seplag

"O Governo do Estado está mantendo negociações para avançar no processo de elaboração do plano de carreira dos servidores públicos e, inclusive, a Secretaria de Estado do Planejamento, Orçamento e Gestão (Seplag) recebeu o Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público do Estado de Sergipe (Sintrase) no dia 30 de abril para dar continuidade ao processo de diálogo com a categoria.

Na ocasião, solicitamos que a continuidade das negociações ocorresse no decorrer do mês de maio após a divulgação da avaliação do comportamento da evolução das despesas com pessoal e do comprometimento dos limites da Lei de Responsabilidade Fiscal durante o primeiro quadrimestre, que no momento proíbe a ampliação de gastos com pessoal e a instituição de planos de carreira. Agora, a Seplag marcará mais uma reunião com o Sintrase para continuar o processo de negociação”.

Por Aisla Vasconcelos

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais