Situação de calamidade no Maria do Carmo III

0

Não há saneamento no local (Fotos: Portal Infonet)
Os moradores do conjunto Maria do Carmo III, no bairro Rosa Elze, em São Cristóvão, ainda continuam com os pedidos de melhorias para as famílias que vivem na invasão. A situação pela qual eles vivem é de calamidade. A todo tempo eles se deparam com ratos, baratas e, segundo eles, até jacarés, já que o local fica na frente do Rio Poxim.

Após o protesto que realizaram no palácio do governo, eles afirmaram que nada mudou, mas ainda esperam por melhorias. As famílias receberam um prazo de 30 dias para verificação da situação do local e, assim, encontrar uma saída para o destino dessas famílias, que vivem sem saneamento básico, falta de água, energia e sem assistência saúde.

 

Moradores do conjunto Maria do Carmo III
De acordo com o morador Leôncio Dias, a invasão foi criada há 17 anos e abriga cerca de 400 famílias. Ele conta que a todo momento novas famílias vem vindo para o local e a situação só piora. “O que está havendo é uma falta de interesse das autoridades competentes, não acredito que seja falta de verba. Só queríamos um lugar decente e digno para morar”, disse Leôncio.

Bernadete Silva mora no local há 10 anos e diz que a situação piora ainda mais no inverno, já que os barracos enchem de água. “Já tive dois derrames e vivo com uma bolsa de R$ 60. Falta tudo aqui. Sempre tem alguém que fica doente, com infecção. É muito triste nossa situação”, lamentou.


 

Comentários