SMTT dá 24h para Cidade Histórica reativar validadores

0

Empresa poderá ser rretirada do sistema de transporte caso não reativeos validadores (Foto: arquivo Portal Infonet)

A Viação Cidade Histórica (parte da antigda VCA) pode ser retirada do sistema de transporte coletivo caso não ative até o final da tarde desta quarta-feira, 9, os validadores de passagens instalados dentro dos ônibus. De acordo com o superintendente da Secretaria Municipal de Transporte e Trânsito (SMTT), Nelson Felipe, a empresa está há dois dias com a tecnologia desativada. Atualmente, a cidade histórica atende as cidades de Aracaju, Itaporanga, São Cristóvão, Maruim e Riachuelo.

“Os nossos fiscais comprovaram que desde a segunda-feira, 7, a empresa está com os validadores desligados. A empresa já foi oficiada de que deveria religar os validadores em 24h ou, caso contrário, será retirada do sistema de transporte coletivo”, garante Nelson Felipe.

Nelson Felipe explica ainda que a SMTT não foi informada sobre os motivos que teriam levado a direção da empresa à desativar os validadores. “Nem sequer fomos informados”, diz.

Já o presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Transporte Rodoviário de Aracaju (Sintra), Miguel Belarmino, explica que circulam informações de que a direção da Viação Cidade Histórica teria desligados os validores porque não estaria recebendo os valores das tarifas. "Segundo eles, o  Setransp não estaria repassando o dinheiro do validador", conta.

Para Belarmino, o poder público deve ter tomar medidas enérgicas contra a Viação Cidade Histórica. “A empresa está prejudicando os rodoviários e também os passageiros, que muitas vezes dependem dos cartões de recarga, e não têm dinheiro para pagar a passagem”, afirma.

Setransp

Através de nota, a assessoria de comunicação do órgão disse que o Setransp da Grande Aracaju, informou que desde janeiro essas empresas não apresentam faturas ao Setransp para disponibilização de crédito referente ao uso do Cartão Mais pelos passageiros.  Devido a necessidade da população de utilizar a bilhetagem eletrônica, que serve especialmente aos trabalhadores, aos estudantes e às gratuidades, o Setransp espera que a SMTT entre em entendimento com as empresas Cidade Histórica e São Pedro para que o serviço volte a ser reativado.

O superintendente do Setransp, José Carlos Amâncio, ratificou que, como essas empresas não estão encaminhando ao Setransp, desde o mês de janeiro, as faturas para compensação referente a bilhetagem eletrônica, os repasses ficam impossibilitados de serem efetuados. Mas voltando a normalidade do processo, com o envio das faturas, as respectivas compensações serão feitas.

Contestando certas especulações, o superintendente do Setransp, José Carlos Amâncio, nega ainda a existência de dados sobre supostas dívidas da Cidade Histórica e São Pedro junto ao Setransp, a não ser compromissos judiciais dessas empresas.

Cidade Histórica

O Portal Infonet tentou contato com a empresa Cidade Histórica, mas não obteve sucesso. A equipe de reportagem continua à disposição através do jornalismo@infonet.com.br e do (79) 2106 8000.

Por Verlane Estácio

A matéria foi alterada às 15h04 para acréscimo de nota enviada pelo Setransp.

Comentários