SMTT quer linha 607 operando regularmente nos horários normais

0
SMTT e comunidade fecham acordo para regularizar horários da linha 607 (Foto: Ascom SMTT)

A Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito (SMTT) de Aracaju adotará medidas para evitar as interrupções da linha 607 do transporte público de Aracaju, que atende às comunidades dos bairros Coqueiral, Pau Ferro e Japãozinho. Após reunião com representantes dos moradores e do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST), a assessoria de imprensa informou que a SMTT fará encaminhamentos para que a linha volte a cumprir os horários estabelecidos pela direção de transportes públicos.

Paula: “espero que não pare mais” (Foto: Portal Infonet)

Em nota enviada à redação do Portal Infonet, a assessoria informou que a SMTT classifica como proveitoso o encontro com os representantes da comunidade e destacou que se trata de uma questão que envolve as empresas operadoras do sistema de transporte que atendem à região metropolitana e também os órgãos de segurança pública.

Na nota, a assessoria apenas informa que a SMTT definiu encaminhamentos para que as empresas cumpram os horários, mas não explicou que encaminhamentos seriam esses nem também informou qual seriam os horários regulares dos coletivos.

A coordenadora do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST), Paula Eduarda Costa, comemorou o resultado da reunião. Ela informa que, com esta decisão da SMTT, os ônibus que exploram aquela linha devem operar entre às 4h30 e meia noite, diariamente. “Esperamos que a linha não pare mais, pelo menos foi esse o acordo”, destacou. “A SMTT disse que não sabia que estava havendo paralisação e que vai adotar medidas para regularizar os horários”, enfatizou.

A assessoria de imprensa do Sindicato das Empresas de Passageiros de Aracaju (Setransp) informou que as empresas do transporte coletivo de Aracaju e região metropolitana “estão empenhadas no cumprimento do quadro de horário da linha 607”. E destaca, na nota, que há paralisação temporária apenas quando se registra “eventuais ocorrências de ameaças de agressão, vandalismo ou casos de assalto” para que os motoristas e cobradores prestem o boletim de ocorrência na Delegacia de Polícia.

Por Cassia Santana

*A matéria foi atualizada às 15h45 para acrescentar informações enviadas pela assessoria do Setransp
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais