Soldador diz estar sendo ameaçado por vizinho

0

João Batista mostra fotos e documentos destacando ameaças(Fotos: Portal Infonet)

O soldador João Batista dos Santos residente à rua de Maruim, nº 31, no Povoado Bom Jesus em Laranjeiras, esteve na redação do Portal Infonet para relatar que estaria sendo ameaçado de morte pelo vizinho Antenógenes Dias Bonfim há cerca de quatro anos. De acordo com ele, já prestou queixas à Secretaria de Segurança Pública (SSP) e a delegada Catarina Feitosa, já houve audiência no fórum da cidade, mas o problema persiste, o que vem deixando toda a família assustada. O processo está em andamento e uma nova audiência está marcada para o próximo dia 05 de agosto de 2011.

“Tudo começou quando comprei a casa nesta rua e comecei a negociar com galinhas. É que o vizinho Antenógenes, conhecido como Teó também trabalha no ramo e aí as ameaças começaram. Eu já prestei várias queixas, já estive na SSP, já falei com Drª Catarina, com Dr. Fernando Melo, já procurei o Ministério Público na pessoa do promotor Walter César Nunes Silva quando foi marcada e realizada uma audiência de conciliação, mas continuo sendo ameaçado de morte e temendo por minha família”, ressalta João Batista.

Cópia do Boletim de Ocorrência

De acordo com ele, já recebeu algumas cartas por baixo da porta dando conta de que o vizinho ‘anda espalhando que ele [João Batista] é ladrão e que vai morrer’. Eu já não sei o que fazer, pois já são quase cinco anos nessa situação, já acabei com o negócio de galinhas, passei a criar bois e ovelhas, uma apareceu morta e meus bois furados. Meus filhos e minha esposa chegam em casa assustados, nem trabalhar em consigo mais como soldador, pois ele espalha que sou perigoso. Já pensei em me mudar, mas não vou conseguir comprar uma casa em outro lugar. Minha vida e de minha família viraram um inferno”, lamenta.

João Batista garante que vive a vida dele sem incomodar a vizinhança. “A vida dele não me interessa, só queria que a polícia e a justiça tomassem uma providência porque perdemos o sono. Passei a ser evangélico e a fé em Jesus que está nos sustentando, não fiquei doente ainda porque estou contando com a ajuda dos pastores, mas não podemos viver assim, acuados, sem dever nada. A gente não mexe com ele, mas anda e vira e colocam cartas com ameaças embaixo da minha porta", enfatiza.

Termo da audiência de conciliação

“O pior é que ele espalha que eu sou perigoso, que sou ladrão, que sai de Aracaju corrido. Ele diz que vai me expulsar do Povoado Bom Jesus de qualquer jeito e para eu tomar cuidado com ele”, complementa.

Providências

Na assessoria de Comunicação Social da Secretaria de Estado da Segurança Pública, a informação é de que o secretário João Eloy e a superintendente da Polícia Civil, Catarina Feitosa estavam ocupados na manhã desta terça-feira, 26.

No fórum de Laranjeiras, informaram que o promotor Walter César está de férias, mas que o processo está em andamento, tendo ficado marcada uma audiência de Suspensão Condicional do Processo.

Fotos dos bois furados

De acordo com informações do site do Tribunal de Justiça, trata-se de um processo de ação penal [crimes contra a liberdade pessoal – ameaça], cuja audiência de Suspensão Condicional do Processo está marcada para o próximo dia 05 de agosto de 2011 às 12h15. Nesta audiência, o réu poderá se submeter ao cumprimento de determinadas condições.

Por Aldaci de Souza

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais