Sonho interrompido: família sepulta Anthony Marques

0

Familiares e amigos se despediram hoje de Anthony (Foto: Portal Infonet)

Com a dor da perda estampada no rosto, amigos e familiares se despediram, nesta quinta-feira, 29, de Anthony Marques Santos Rocha, o jovem de 20 anos assassinado há cerca de 15 dias por não ter dinheiro para pagar recargas de celular.

Prestes a entrar para a faculdade de administração, Anthony era sonhador: queria ter uma boa formação para dar uma vida melhor à mãe. "Ele voltou a estudar ano passado e logo conseguiu entrar na faculdade. Ia fazer administração", disse Maria da Penha, a avó do rapaz. "Era um menino batalhador, cheio de sonhos e esperança", enalteceu.

Uma das homenagens nas redes sociais (Foto: reprodução/Facebook)

Filho do meio, Anthony era pai de uma menina de dois anos e tinha uma coleção de amigos. "Todo mundo dizia que ele era um guerreiro" Nas redes sociais do rapaz, mensagens de carinho, tristeza e despedida se acumularam 

após a notícia de sua morte.

Um trote passado por celular foi o começo do fim da vida de Anthony. De acordo a delegada Maria Zulnária, responsável pelo caso, a vítima acreditou na mensagem que indicava que ele ganharia um prêmio de R$ 25 mil e fez 30 recargas a pedido do autor das mensagens. A dívida contraída por ele foi de R$ 800. Os créditos foram colocados no estabelecimento de Alisson Pereira dos Santos, que revoltado pelo fato do jovem não ter dinheiro para pagar, se juntou a seu funcionário José Carlos dos Santos Júnior para agredir e matar Anthony, ocultando o cadáver.

"Saíram batendo nele pela rua. Disseram que iam levar para a delegacia, mas não levaram. Mataram", lamentou a avó. "Por que fizeram isso? Ele era tão pequeno. Não era perigo pra ninguém", lembrou.

Família se mobilizou para chamar a atenção da sociedade e da polícia para achar o rapaz (Foto: arquivo Portal Infonet)

Anthony foi enquadrado como desaparecido. A família se mobilizou para chamar a atenção da sociedade e da polícia para achar o rapaz. Fez faixas, camisas e manifestações na esperança de um reencontro. Na última terça-feira, 27, a Polícia Civil encontrou o corpo desfigurado no povoado Lavandeira, em Nossa Senhora do Socorro. De acordo com a delegada, ele levou vários tiros na cabeça.

Foram dois dias para reconhecimento no Instituto Médico Legal e, finalmente, a liberação. Por causa do estado de decomposição, Anthony não pôde ser velado. Foi direto para o cemitério do povoado Taiçoca de Fora, em Socorro.

Justiça

Alisson Pereira dos Santos continua foragido (Foto: SSP)

José Carlos dos Santos Júnior foi preso. Já Alisson Pereira dos Santos continua foragido. A Polícia Civil informou que ele se apresentaria com o advogado no Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), mas isso não ocorreu.

"Nem mil anos deles na cadeia vão trazer meu neto de volta", desabafou a vó que também teve forças para garantir que vai não descansar até que ambos estejam presos. "Isso não vai parar aqui. Vou fazer quantas manifestações precise até encontrar o que tá foragido", finalizou Maria da Penha.

Informações e denúncias podem ser repassadas pelo Disque Denúncia, via 181, ou por meio do aplicativo Disque Denúncia SE.

por Jéssica França

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais