Trabalhadores comemoram 1º de Maio com caminhada

0
 
 
 
 
Caminhada teve início no Farol da Unit (Fotos: Portal Infonet)

Representantes de 33 sindicatos participaram na manhã deste domingo, de uma caminhada promovida pela Central Única dos Trabalhadores (CUT) em Sergipe com a finalidade de cobrar melhorias neste 1º de maio, dia em que se comemora o Dia do Trabalhador. Entre as reivindicações, a redução da jornada de trabalho, moradia, reforma agrária, distribuição de sementes para agricultores, saúde, transporte e educação.

Alguns políticos participaram do ato a exemplo do secretário de Estado de Direitos Humanos e Cidadania, Iran Barbosa, da deputada Ana Lúcia Meneses e do presidente da Câmara Municipal de Aracaju, vereador Emmanuel Nascimento (PT). “Esta é uma caminhada muito importante para comemorar o Dia do Trabalhador. Este deve ser um dia de reflexão não somente para o trabalhador, mas para a sociedade e os governantes quanto à importância de uma luta cada vez maior pelos direitos à moradia, à saúde, à educação, ao transporte, enfim à qualidade de vida”, entende Emanuel Nascimento.

Vereador Emmanuel Nascimento

O presidente da Central Única dos Trabalhadores em Sergipe, Rubens Marques, o professor Dudu, falou sobre a redução da jornada de trabalho para 40h semanais sem redução de salário. “Dados do Dieese mostram que com a redução da jornada, poderão ser gerados cerca de dois milhões e 400 mil novos empregos”, destaca.

Ao passar pelo Terminal de Integração da Atalaia, professor Dudu cobrou do prefeito Edvaldo Nogueira (PCdoB) mais condições para os terminais, os ônibus e os abrigos. “Os usuários são os mais prejudicados com os serviços de péssima qualidade que vem sendo prestados no transporte coletivo de Aracaju. São ônibus velhos, sem ar refrigerado e os empresários do setor só pensam em aumentar o valor da passagem, mas não se preocupam com a renovação da frota”, lamenta o sindicalista.

Sem sementes

Sindicalistas e trabalhadores fizeram cobranças na porta do Palácio de Veraneio. “Até agora o Governo do Estado não distribuiu as sementes para o homem do campo que está vendo as chuvas chegarem e irem embora, sem que o Governo tenha feito a distribuição das sementes destinadas ao plantio”, ressalta o sindicalista Antônio Góes.

Representantes do Sindetran

Professor Dudu cobra melhorias para o transporte

Deputada Ana Lúcia

O aniversário de três anos de abrigo de mais de 150 famílias nos galpões das ruas Amapá e Espírito Santo, também foi lembrado por representantes do Movimento Organizado dos Trabalhadores Urbanos (MOTU). “Antes se estocavam ali, produtos, agora o Governo estoca gente. Hoje completa três anos que as famílias do Hotel Brisa Mar, estão abrigadas em galpões sem as mínimas condições, lutando por moradia digna”, destacam.

O fim do fator previdenciário, aerradicação do trabalho escravo, reforma agrária e fim das demissões sem motivos estiveram na pauta das cobranças, assim como melhorias para a educação e salários dignos e condições de trabalho para os servidores do Samu e Detran.  A caminhada teve início na Praça do Farol, na Farolândia, seguiu por toda a avenida Beira Mar e percorreu a Orla de Atalaia.

Por Aldaci de Souza

 

 

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais