Trabalhadores da Fábrica Confiança paralisam atividades

0

Giseldo Santos: presidente do Sinditêxtil
Começou nessa quarta-feira, 10, por tempo indeterminado, a greve dos trabalhadores da Fábrica Ribeiro Chaves, mais conhecida como Fábrica Confiança. Segundo informações repassadas pelo presidente do Sindicato dos Trabalhadores da Indústria Têxtil (Sinditêxtil), Gizeldo Santos, grande parte dos funcionários estão sem receber os salários de novembro e ainda não receberam nenhuma parcela do 13º salário.

A decisão de entrar em greve foi tomada após reunião realizada com a direção da Fábrica ontem, 9, quando foi anunciado que não existe perspectiva de pagamento. Até o final do mês ainda vence a 1ª parcela do adiantamento salarial e no dia 20 a segunda parcela do 13º salário.

A situação

A expectativa do Sindicato dos Trabalhadores Têxteis é de que eles consigam reverter essa situação através de um acordo, mas o presidente reconhece que a situação é complicada. De acordo com o presidente do Sinditêxtil, a Fábrica Confiança possui uma dívida de R$ 33 milhões e não possui bens para pagar, já que eles estão alienados e o maquinário e prédio penhorados.

“Se por ventura o fechamento acontecer, vamos tentar entrar na justiça para garantir pelo menos os direitos dos trabalhadores, como seguro desemprego e outros, tudo na tentativa de que eles fiquem minimamente seguros”, falou o presidente.

Outras fábricas

Em outras fábricas de tecidos e calçados do Estado a situação dos funcionários também é incerta. Em 17 delas, no dia 15 de dezembro cinco mil trabalhadores entrarão em férias coletivas. A medida foi necessária graças à instabilidade financeira que afeta o setor.

“No ano passado tivemos o fechamento da Azaléia. O fantasma do desemprego está rondando o setor. Os funcionários estão temerosos diante das incertezas do fechamento dos locais onde trabalham”, desabafou Giseldo Santos.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais