Transporte coletivo continua funcionando com escolta policial

0
Polícia Militar e Guarda Municipal estão dando suporte ao transporte público para inibir ações de vandalismo ou de interrupção na prestação do serviço (Foto: Setransp)

O Sindicato das Empresas de Transportes de Passageiros do Município de Aracaju (Setransp) reforçou, na tarde desta segunda-feira, 1º, que  serviço de transporte público está operando normalmente, porém com apoio da apoio da Polícia Militar, Policiamento da Capital e da Guarda Municipal.

Segundo o Setransp, as Polícias e o setor de transporte reforçaram as ações para inibir as ameaças de novos atos de vandalismo ou de tentativa de impedimento da prestação do serviço que é essencial, resguardando os funcionários e usuários do sistema de transporte.

Nos dois últimos manifestos, conforme informações do Setransp, mais de 370 ônibus foram vandalizados, causando um prejuízo de mais R$ 150 mil para reparos. Em nota, o Sindicato afirma que as empresas buscaram recuperar todos os ônibus e, no momento, 86% da frota está circulando. O Setransp lamentou as tentativas de impedimento ao direito à mobilidade dos passageiros, principalmente diante do acordo firmado com a representação da categoria dos rodoviários, retomando benefícios como plano de saúde e ticket alimentação.

Relembre

No dia 19 de fevereiro, os rodoviários bloquearam parcialmente a Av. Barão de Maruim em sinal de protesto. Os ânimos ficaram exaltados após uma assembleia realizada no mesmo dia e os rodoviários aprovaram um indicativo de greve.

Na última sexta-feira, 26, um novo protesto voltou a acontecer na capital. Desta vez, após o Sindicato da categoria e o Setransp fecharem um acordo no Ministério Público do Trabalho (MPT). No acordo, ficou definido o retorno gradativo do ticket alimentação e a manutenção do plano de saúde. O Sindicato da categoria informou que o protesto não tinha nenhuma relação com o sindicato.

Por causa da confusão, o ex-vereador de Aracaju, Adriano Oliveira Pereira, conhecido como ‘Adriano Taxista”, foi preso no último sábado, 27, pela Polícia Militar. Ele foi acusado de incitar os atos contra o sistema de transporte da Grande Aracaju, ocasionando a paralisação do transporte coletivo iniciada na sexta-feira, 26.  O ex-vereador passou por audiência de custódia e foi liberado no último domingo, 28.

Com informações do Setransp

 

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais