Transporte público: rodoviários aprovam indicativo de greve

O indicativo de greve foi aprovado para o dia 1° de março (Foto: Infonet)

O indicativo de greve (situação em que os trabalhadores podem a qualquer momento deflagrar uma greve) dos rodoviários foi aprovado durante uma nova assembleia realizada pelo Sindicato dos Trabalhadores em Transporte Rodoviário de Aracaju (Sinttra) na tarde desta sexta-feira, 19. 

“Foi uma assembleia mais rápida porque os ânimos de todos estavam à flor da pele. Mas o indicativo de greve já pôde ser aprovado”, explica Miguel Belarmino, presidente do Sinttra. “Nós ainda estamos esperando um posicionamento da classe empresarial para poder negociar”, completa.

Ainda segundo Miguel Belarmino, o Ministério Público do Trabalho (MPT) enviou um ofício ao sindicato marcando uma audiência por teleconferência para a manhã da próxima segunda-feira, 1°, para debater as reivindicações da categoria.

Miguel Belarmino destacou que as manifestações que estão acontecendo nesta sexta-feira, 19, não partiram de iniciativas do Sinttra e sim de outras organizações. O sindicalista também salientou que a única greve que o sindicato está organizando ainda não aconteceu.

Entenda o caso

De acordo com Miguel Belarmino, a categoria vem sofrendo há um ano com significativas perdas. “Para se ter uma ideia, os rodoviários não recebem mais o ticket alimentação. Ele foi cortado e, infelizmente, muitos trabalhadores estão passando dificuldades”, lamenta. “Quando o pessoal recebia o benefício, conseguia passar o mês tranquilo fazendo as compras. Agora, a realidade é mais difícil”, completa.

Foram marcadas duas assembleias para esta sexta-feira, 19, com o intuito de avaliar a situação dos rodoviários em meio às perdas que já tiveram e aprovar um indicativo de greve. Entre essas assembleias, rodoviários começaram a fazer manifestações em avenidas e terminais de Aracaju.

Por Isabella Vieira e Verlane Estácio

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais