Tratorista é assassinado às margens da BR 101 em Sergipe

0
PRF constata morte de motorista deste Saveiro (Fotos: Cássia Santana/Portal Infonet)

O tratorista José Edson dos Santos, 47, que também estava trabalhando no comércio de carros usados, foi assassinato com golpes de arma branca e o corpo foi encontrado por volta das 5h da manhã desta quarta-feira, 23, às margens da BR 101, no município de Itaporanga D´Ajuda. Edson ocupava o banco do motorista e o veículo estava estacionado próximo à ponte sobre o rio Vaza Barris.

De acordo com a família, o tratorista teria recebido um telefonema por volta das 4 horas da madrugada e teria marcado um encontro com o ex-genro para devolver dois pássaros engaiolados que estavam na casa da vítima no povoado Ipanema. “Depois de falar com o genro, ele veio até a pista e ainda tirou os passarinhos do carro porque os passarinhos estavam lá na pista e daí pra cá ninguém sabe o que aconteceu”, desabafou o tratorista José Eduardo Félix, irmão da vítima.

O aposentado Gilvan Tavares, primo da esposa do tratorista morto, informou que Edson chegou a conversar ao telefone com a esposa, depois de ferido. “Ele telefonou para minha prima e disse ‘estão me matando’, mas não disse quem era”, informou Tavares. Segundo ele, a esposa da vítima passou mal e está internada no hospital de Itaporanga.

Suspeito

Irmão de vítima [ao fundo] clama justiça e coloca genro de vítima como suspeito

O ex-genro do tratorista figura como principal suspeito pelo crime, na visão do irmão Eduardo Félix. A relação amorosa do suspeito com a filha da vítima chegou ao fim no domingo passado, 20. “Mas eles se davam bem, andavam juntos e meu irmão não tinha inimigos. Mas, da maneira como tudo aconteceu, não tem como suspeitar de outra pessoa”, observou Félix, em conversa com os jornalistas.

Segundo Félix, o crime aconteceu numa estrada que liga o povoado Ipanema à BR 101. A vítima residia naquele povoado, onde também moram outros irmãos. Acredita-se que, mesmo ferido, Edson conseguiu dar partida no veículo e ainda dirigiu pela BR até não suportar mais e teria encostado o veículo na pista, onde morreu. Policiais rodoviários federais receberam informações sobre a existência do veículo na pista e constataram que o condutor do Saveiro de placa NVI 3954, licença de São Cristovão, já estava morto.

José Edson deixa esposa e três filhos, um dos quais fruto do primeiro casamento, segundo os familiares.

Por Cássia Santana

Comentários