Uma reclamação que faz sentido

0

O pronunciamento do deputado Francisco Gualberto, ontem, na Assembléia Legislativa, estava revestido de razões. Reclamava o deputado petista que os projetos de leis, até requerimentos e indicações, dos próprios parlamentares, não encontravam apoio na Casa.

A chamada tramitação leva tempo, de tal maneira que os projetos caem no esquecimento e sequer são votados. O parlamentar lembrou de quatro ou cinco projetos de sua autoria que estão “em tramitação” há muito tempo. Não são votados nas comissões técnicas e, por isso, não chegam ao plenário.

O parlamentar fez um apelo ao líder do governo para que permita a livre tramitação dos projetos de origem parlamentar. O líder do governo, em resposta, disse que o deputado Gualberto tem absoluta razão em reclamar. É preciso exigir dos deputados encarregados de oferecem parecer que liberem os projetos – o prazo é de 30 dias para cada parecer.

Se não quiser oferecer parecer, passe para outro deputado, contando que o projeto siga o seu livre trânsito até encontrar-se com votação em plenário. Agora é esperar que a reclamação de Gualberto produza resultados realmente.

Por Ivan Valença

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais